Home Notícias Violência | Médicos E Professores Queixam-se De Dualidade De Critérios

Violência | Médicos E Professores Queixam-se De Dualidade De Critérios

833
0

Já referi no passado que o ser humano médico não vale mais que o ser humano professor e por extensão o ser humano juiz não pode valer mais que os seres humanos médico e professor. Todos têm profissões diferentes, mas todos devem ser tratados da mesma forma. A hierarquia de responsabilidades existe, com a respetiva diferenciação de vencimentos e regalias laborais, mais do que isso não faz qualquer sentido.

Afinal, a justiça é ou não é cega?


O Sindicato Independente dos Médicos quer excluir os agressores de profissionais de saúde das listas de utentes e sugere também a suspensão das prestações sociais. Já a Fenprof contesta a inércia do Governo perante casos de agressão nas escolas.

As duas classes profissionais falam numa dualidade de critérios, por parte da Justiça. Isto, depois de conhecida a medida de coação aplicada à mulher que agrediu uma magistrada e uma procuradora no Tribunal de Matosinhos.
Fonte: RTP

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Pssst!

Gostou do que leu?

Siga-nos no Facebook e acompanhe as novidades