Home Rubricas A verdade sobre turmas e especificidade do trabalho no 1º ciclo

A verdade sobre turmas e especificidade do trabalho no 1º ciclo

1841
1

“A monodocência  sai mais barato” David Justino em Fronteiras XXI: De que escola precisamos?

Continuam as turmas complicadas com 26 alunos e até com 27 alunos, turma em inconformidade com a lei, por ter alunos NEE a mais.  Se o pais tivesse falta de professores, mesmo ao serviço, compreendia as turmas mistas como esta “Este ano tenho 4º ano, sete NEE, dos sete, dois são de terceiro e outro com trissomia 21… Ao todo são 20.” A medida da redução do número de alunos por turma, apenas se aplicou aos TEIP, mas com resultados quase nulos, pois nessas escolas as turmas já estavam reduzidas.

“o que é que lhes traz como experiência amiga do futuro uma escola que assume ter turmas a “duas velocidades”, disciplinas de “categorias” diferentes e áreas de estudo de “1.ª” e de “2.ª” às quais são atribuídos professores, claramente distintos, considerando as suas competências, a sua experiência e a sua formação pedagógica?” Eduardo Sá

As capelinhas com o seu poder dentro do ministério, apenas foram atingidas no tempo de poupança de Crato, que reduziu a fuga à sala de aula, mas agravou as condições de trabalho dentro dela.

Este governo prometeu melhorias, mas apenas se fixou na flexibilização, aprendizagens essenciais, perfil dos alunos, em resumo, uma estratégia modelo diferenciado de aprendizagem.

Os professores do primeiro ciclo compreendem a especificidade do trabalho em relação aos outros ciclos, mais horas letivas,  mas não querem que a monodocência seja um local de passagem, onde os docentes com turmas difíceis fiquem com o desejo de sair na primeira oportunidade, também pretendem uma diferenciação no momento da aposentação, e ai já estão sós, pois os principais sindicatos já abdicaram dessa reivindicação.

Duilio Coelho

1 COMMENT

  1. Segundo um comentário a este texto de JCC na pág Associação de professores e Educadores há dois sindicatos, um independente e outro afeto a uma central sindical (não disse qual) que ainda não desistiram da aposentação especial dos monodocentes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here