Home Notícias Uso de máscara será obrigatório para todos os alunos em Espanha

Uso de máscara será obrigatório para todos os alunos em Espanha

115
0

O uso de máscara será obrigatório para todos os alunos em Espanha com 6 ou mais anos de idade no arranque do ano escolar, em setembro, devido ao aumento de casos de covid-19 registados naquele país, foi hoje divulgado

A medida, anunciada hoje pelo Governo espanhol, deverá ser adotada nas 17 comunidades autónomas espanholas, que gerem a área da educação de forma autónoma.

O uso obrigatório de máscaras de proteção individual por todos os alunos do ensino espanhol é uma das várias medidas acordadas durante uma reunião entre as várias comunidades autónomas e representantes do Governo central, nomeadamente com os ministros com a tutela da Educação, Saúde e da Política Territorial.

Anteriormente, o uso de máscara era apenas exigido para alunos com 12 ou mais anos de idade em algumas regiões espanholas.

O Governo espanhol também anunciou hoje, entre outras diretrizes inscritas num documento, que a temperatura corporal dos estudantes deverá ser verificada diariamente (seja nos estabelecimentos de ensino ou nas casas dos alunos) e que as salas de aulas irão precisar de uma ventilação frequente e regular.

Outra diretriz é que os alunos deverão lavar as mãos pelo menos cinco vezes por dia, bem como cumprir um distanciamento físico de pelo menos 1,5 metros durante as interações dentro da escola.

A criação de espaços específicos e delimitados para os alunos socializarem entre si, sempre com um número limitado de colegas, é outras das medidas.

Esta medida em concreto é encarada pelas autoridades como fundamental para identificar contactos e potenciais contágios, permitindo assim evitar o encerramento total de uma escola e colocar os casos positivos identificados em quarentena.

Ou seja, as escolas deverão permanecer abertas mesmo que sejam diagnosticados casos de infeção pelo novo coronavírus entre os seus alunos, docentes e funcionários.

Aliás, o documento governamental hoje divulgado frisa que a medida de encerrar escolas nas comunidades espanholas “só será adotada em situações excecionais” – leia-se uma transmissão descontrolada do novo coronavírus -, provocadas pelo impacto da atual pandemia, acrescentando que tal situação terá de ser transmitida à tutela e ter o acordo prévio do Conselho Interterritorial do Sistema Nacional de Saúde.

“Os centros educativos permanecerão abertos durante todo o ano letivo, assegurando os serviços de cantina, bem como o apoio educativo a menores com necessidades especiais ou pertencentes a famílias em situação de vulnerabilidade social, desde que a situação epidemiológica o permita, com base nas indicações das autoridades sanitárias”, enfatizou o documento do executivo.

Tanto os pais como os professores têm expressado preocupação com o arranque do ano escolar em Espanha, país que tem vindo a registar nas últimas semanas um aumento expressivo de novos casos de contágio pelo novo coronavírus em várias regiões do país.

O total de casos confirmados em Espanha desde o início da pandemia da doença covid-19 é, até à data, de 419.849 e o de óbitos de 28.971, segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde espanhol.

Surgido em dezembro na China, o vírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, já fez pelo menos 826 mil mortos e infetou mais de 24,2 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Fonte: Visão

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here