Início Notícias Um Abraçou Que Salvou Muitas Vidas

Um Abraçou Que Salvou Muitas Vidas

284
0

É possível fazer a diferença. Fantástico!


“Foi um momento dramático numa escola norte-americana que acabou sem ninguém ferido nem um tiro disparado. Numa escola do Oregon, Estados Unidos, um treinador de futebol acabou por ser o herói quando conseguiu desarmar um estudante, sem violência. Abraçou-se ao jovem de 18 anos de forma a que não usasse a espingarda, até que tomou o controlo da arma e permitiu que outro professor a recolhesse. O episódio foi captado em vídeo, aconteceu em maio e ficou agora conhecido após o jovem ter sido julgado.

As imagens de videovigilância mostram Angel Granados-Diaz, de 18 anos, a entrar num corredor na Parkrose High School, em Portland, com a espingarda carregada, escondendo-a no que parece ser um saco. Depois, o estudante é visto a entrar numa sala de aulas. Segundos depois, surge com a arma na mão e os colegas começam a fugir.

É então que se dá o momento fulcral da história. Imagens de outra câmara mostram o técnico de futebol Keanon Lowe a desarmar Granados-Diaz, ao dar-lhe um longo abraço. Lowe tinha sido chamado ao edifício pouco antes do incidente para falar com outro aluno. “Entro lá, chego à sala de aula e estou ali há 15, 20 segundos e pergunto ao professor: ‘O aluno está aqui?'” Granados-Diaz estava a apenas alguns passos de distância com a espingarda enfiada debaixo do casaco.

É nessa altura que o treinador dá conta do que se estava a passar. “Numa fração de segundo, analisei tudo muito rápido. Vi o olhar no seu rosto e vi a arma. Percebi que era uma arma de verdade e então os meus instintos assumiram o controlo”. Lowe disse à televisão local KOIN 6 que fugir nunca lhe passou pela cabeça. “Coloquei as duas mãos na arma. Ele também tinha as mãos na arma e, obviamente, os outros alunos estavam a fugir e a gritar.”

Depois de conseguir afastar a espingarda de Granados-Diaz, Lowe manteve-se abraçado ao jovem. Nas imagens de vídeo outro professor pode ser visto a dirigir-se aos dois para remover a arma de fogo. O treinador ficou a conversar com o aluno enquanto era chamada a polícia. “Senti compaixão pelo rapaz para ser sincero”, disse Lowe. “Disse-lhe que estava ali para o salvar e que a vida vale a pena ser vivida”. Veja o momento em que Lowe já tem a arma em seu poder e consegue passá-la a outro professor.

O treinador de futebol disse à imprensa que não quer ser chamado de herói, e acredita que foi o destino que o colocou no local àquela hora. “Acho que o universo funciona de forma surpreendente. Passei por coisas na minha vida que me prepararam para este momento. Tenho sorte e estou feliz por estar naquela sala de aula e ser capaz de impedir uma tragédia.”

Após o caso, que ocorreu em 17 de maio, Granados-Diaz, agora com 19 anos, declarou-se, em 10 de outubro, culpado de acusações de posse de armas.

Foi condenado a 36 meses de liberdade condicional, período durante o qual o adolescente fica obrigado a receber tratamento de saúde mental e de abuso de substâncias.

Autoridades disseram que Granados-Diaz já tinha feito declarações suicidas e que durante o incidente nunca apontou a arma a ninguém, além de si próprio.

Fonte: DN

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here