Home Escola TSF | Currículos das escolas. Saiba o que vai mudar.

TSF | Currículos das escolas. Saiba o que vai mudar.

149
1

ponto_interrogacaoFica claro na entrevista dada pelo Secretário de Estado João Costa, que as escolas poderão mudar o seu currículo (25%) mas com algumas limitações. Não seria de esperar algo diferente, Portugal tem um regime educativo centralizado e o desmame para algo mais autónomo implica uma certa preparação, principalmente ao nível social.

Agrada-me a ideia de autonomia escolar e julgo que o caminho agora iniciado faz sentido. Esta matéria não será pacífica, pois as frases seguintes trazem “água no bico” e vão criar uma mini guerra dentro das escolas.

As escolas não podem acabar com nenhuma das disciplinas consideradas fundamentais, mas poderão criar tempos letivos em que uma ou mais disciplinas se cruzem, por forma a cumprir determinadas competências; ou mesmo criar novas, tendo em conta, por exemplo, o território em que se inserem.

E será que isso implica um aumento da carga horária? O governante assegura que não, uma vez que a ideia é gerir melhor o tempo das aulas.

O que é isso gerir melhor o tempo das aulas??? Não percebi…

As escolas, como qualquer empresa, grupo ou sociedade e que funciona em regime democrático, têm várias opiniões e consequentes grupos de influência. Quando se trata de mexer na duração da carga letiva das disciplinas, os professores têm uma reação inata de proteger a sua dama. Quando falo em mini guerra, falo na “luta” que irá ocorrer na defesa dessa dama e que indiretamente pode fazer a diferença entre um horário completo ou incompleto. Será certamente um assunto esgrimido nos departamentos, pedagógicos e conselhos gerais (exceto nas escolas que sofrem de “diretorite” aguda.)

E como sou professor numa escola eis o que proporia:

Se os alunos têm “x” horas de carga letiva e se a tutela diz que podem ser criados tempos letivos, mas sem aumentar a dita, proponho que se siga à risca as mais recentes orientações do Ministério. Após a alteração das metas curriculares – que julgo irão diminuir a extensão dos programas – de Português e Matemática, faz todo o sentido voltar à carga letiva pré-Nuno Crato. Não porque a Matemática e Português não são necessárias, mas sim pelo exagero que foi imposto quando as tornaram o sol e as restantes disciplinas os planetas em seu redor…

Aguardemos os próximos capítulos, fica o link com a notícia completa

Currículos das escolas. Saiba o que vai mudar

1 COMMENT

  1. Desde que cheire a € e a poder os senhores presidentes da câmara, e seu acólitos, vulgo vereadores, vendem a alma ao diabo para o terem. E o senhor Dr Mário esse que noutras situações berrava histericamente,agora está caladinho. Devia ter vergonha. Nós professores só temos um caminho deixar de pagar as tres centenas de euros anuais para alimentar o vicio desses senhores eu vou fazê-lo amanhã nem mais um tostão para os sindicatos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here