Home Escola Testemunho De Um Pai Que Assistiu À Indisciplina Dos Alunos Nas Aulas...

Testemunho De Um Pai Que Assistiu À Indisciplina Dos Alunos Nas Aulas Síncronas

28714
16

Apesar do esforço, apesar das várias situações positivas que surgem um pouco por todo o lado, o que vão ler de seguida é um alerta muito real da indisciplina que ocorre em algumas aulas síncronas.

Ao abrigo da privacidade e da proteção de dados, muitas escolas estão a optar por não obrigar os seus alunos a ligar a câmara e a manter o microfone desligado. Os alunos que já eram atinados, permanecem atinados, mas os alunos que eram indisciplinados, não é por estarem em casa que as coisas mudaram…

Fica um exceto de um email de um encarregado de educação enviado ao diretor de turma. Este pai merece um forte elogio por ser dos que ainda se preocupa e que trabalha em sintonia com os professores do seu filho.

Não desista! Acredite que vai valer a pena no final.


(…)

Tenho a dizer que nesta turma os alunos são muito imaturos, inclusive o meu educando, eu sei que é próprio da idade mas eu também tive 13 anos e também fui rebelde mas tinha mais maturidade e sabia até onde podia esticar a corda… Estudei nessa idade até concluir o secundário e voltei a estudar agora. Sei ver que é completamente diferente e que a idade ao ser outra, agora, torna a aprendizagem muito diferente. Existia outra responsabilidade da minha parte.

Responsabilidade é coisa que eu não vejo nestes miúdos e falo do meu filho, eu bem tento fazer-lhe ver as coisas mas está a ser muito complicado. Desde que estas aulas começaram o meu filho só fala em aula para dizer que está presente e o resto da aula está focado nas mensagens que os colegas da turma se enviam uns aos outros através do grupo do whatsapp. Durante as aulas eles enviam-se áudios ou vídeos. Existe nesta turma um grupinho de alunos que são sempre os mesmos, que são malcriados até dizer basta. Hoje durante uma aula, o professor nem imagina as barbaridades que esses alunos lhe chamaram, montes de disparates saíram daquelas bocas o que fez com que o resto da turma ficasse desatento e a rir. O meu filho não é malcriado, pelo menos que eu tenha conhecimento e se o tiver sido agradeço que me informem, mas também não é “santo”, durante as aulas para além de estar no dito grupo do whatsapp, está nas redes sociais e até já o apanhei a jogar em plena aula. Não vou nomear nomes de nenhum aluno, pois não faço isto para ser o “queixinhas” mas sim para que possamos chamá-los à razão, para o bem deles. Estou sempre a tentar explicar ao meu filho que só se está a prejudicar a ele próprio e que eles são o futuro do nosso país e que desta forma não chegarão a lado nenhum. Hoje na aula de Português também vi um vídeo que uma aluna enviou para o meu filho, e dizia, “olha só onde está a professora!”

Via-se no vídeo a professora no computador lá na secretária do quarto e a aluna foi para a cama deitar-se porque estava cansada e aquilo era uma seca… Achei uma falta de respeito enorme pela professora, por isso, acho que todos deveriam ter a câmara ligada para que os professores mantivessem a sua autoridade como numa aula presencial.
Os professores estão a dar o seu melhor mas a maioria dos alunos inclusive o meu, não estão nem aí… Infelizmente.
Sempre que posso vou assistir às aulas para tentar evitar mais comportamentos desses por parte do meu educando, quando estou a trabalhar nada posso fazer. Da minha parte peço desculpa, continuarei a tentar fazer dele uma pessoa “em condições” pois sei que ele tem capacidades para ser melhor, basta querer e desculpe o “testamento” como diria o meu filho.

16 COMMENTS

  1. Um Encarregado de Educação a Sério! Se todos os Encarregados de Educação fossem assim muito provavelmente assistíamos a um decréscimo significativo de Indisciplina nas Escolas deste País de Norte a Sul, mas a realidade é bem outra, cada vez mais se assiste ao contrário, e como se costuma dizer que os exemplos vêm de cima, quando os Encarregados de Educação revelam posturas, comportamentos, Juízos de Valor, competências que se arrogam no direito de ter quando de fato Não as têm, quando um Ministério da Educação premeia e valida seja pela falta de ação, pela omissão, e pelo ataque cerrado aos docentes, não é de admirar o Estado em que a tal dita Educação chegou aos nossos dias e com a qual os docentes têm que lidar todos os dias e a toda a hora. Saúdo daqui o Encarregado de Educação que ousou colocar o dedo na ferida que muitos procuram esconder e varrer para baixo do tapete fingindo que se está num Paraíso Educativo quando é exactamente o contrário que se passa. Mais uma Vez Caríssimo Encarregado de Educação daqui lhe envio os parabéns e o desejo que permaneça dessa forma, pois o seu Educando só tem a ganhar com esse seu exemplo e postura. Mantenha-se Seguro, porque o famigerado regresso à escola ainda este ano vai ter sérias consequências na saúde de todos nós!

  2. Felizmente ainda há um pai que se preocupa! Eu já perdera a esperança na geração que ficará. Mas este depoimento mostra-me que nem tudo estará perdido.
    As tecnologias, que deveriam dar-nos uma maior sapiência e oportunidade, afinal está a fazer de nós seres acéfalos e sem qualquer capacidade crítica.
    Obrigada pai, este pai!

  3. Isto só prova que as aulas síncronas são uma palhaçada pegada que só expõem ao ridículo professor e alunos bem comportados.

  4. Mais… Os professores se tivessem dois dedos de testa nunca alinhavam em videochamadas.
    O que eu sinto é que muito prof nem se apercebe do que se pode estar a fazer enquanto eles estão a fazer figura de urso numa videochamada. Andam deslumbrados com as VC e depois sai porcaria.

    • Se soubesse o que se passa nas escolas não faria um comentário tão desabonador sobre o que os professores fazem – saiba que muitos são obrigados pelas direções a estar com a câmara ligada … e outras coisas mais, qu enão vou estar aqui a expor … obviamente ninguém gosta de fazer figura de “urso” … nem os professores … mas se os meninos se portam mal e são o que são, e não é só nestas situações de aulas à distância, porque este é o verdadeiro registo da maioria deles, é também porque a maioria dos pais não tem autoridade … sim, autoridade para lhes apertar os calos … eu nunca tive atitudes destas porque lá em casa, os maus pais nunca o permitiam, as minhas filhas, idem, nunca lhes demos espaço para serem mal educadas, fosse em que circusntância fosse … e não era preciso bater … basta ser presente e impor regras … impor … pai não é amigo, pai, é pai, amigo … é amigo!!

    • Com todo o respeito mesmo que nso o tenha por mim só lhe tenho a dizer que eu como tsntos milhares só nos limitamos a cumprir o wue esta inscrito na lei! Podemos discordar da lei mas enquanto ela existir tem de ser cumprida Dura Lex Sed Lex; é livre de nso a cumprir fede wue seja capaz de assumir as consequências se elas surgirem, agora comentários desses são escusados uma vez sue são injustos para com quem tem sue lidar com isto todos os dias no cumprimento daquilo que na maioria dos casos não faz o mínimo sentido mas é Kei fivme por aqui para nso ter que recorrer ponto por ponto a lei que obriga a fazer aquilo que diz wue orifesditrs com 2 dedos de testa nso o deviam fazer provavelmente terá uma testa muito maior do wue a minha! Fique bem

    • Mas que raio de comentário, viu bem o que escreveu? De certeza que é isso que acha que se passa? Mas alguém, professor, no seu perfeito juizo, iria querer submeter- se a esta situação só para se armar? Só para aparecer na video chamada? Nem vou escrever o que estou a pensar…

  5. Até parece que estava a falar do meu filho,pois as queixas que tenho da escola são sempre as mesmas,distraído,conversador,turma no geral,podia fazer muito mais porque tem capacidades…porém agora, dadas as circunstancias também tenho de ficar em casa e tudo mudou…os professores do meu filho devem estar aliviados pois no caso dele coloquei o computador num local acessível e vou controlando tudo…não sei se ele faz as tarefas todas mas o seu comportamento nas aulas síncronas é exemplar …um verdadeiro anjo, eu bem dizia à DT que ele comigo não piava 🙂
    Já sabíamos que isto ia ser assim…não vale a pena stressar um dia de cada vez com calma e muita muita saúde

  6. É uma pena que muitos pais só tenham descoberto agora o que são os seus filhos. Outros nem dos próprios filhos querem saber.
    Mas se houvesse mais apoio por parte das famílias, os professores teriam condições para os ajudar também na educação da canalha.
    Quanto aos que gozam dos professores e mandam mensagens sem estar atentos às aulas, o país continuará a precisar de mão de obra em empregos sem necessidade de qualificação. Aí estão os futuros trabalhadores dessa área, espero. Que o dinheiro quem herdem dos papás nunca os permita subir na hierarquia laboral.

  7. Boa noite,

    Felicito a atitude deste pai! Deu provas que é, de facto, em primeiro lugar, um senhor. Percebe como poucos a importância que a escola tem no futuro do seu filho. Em segundo lugar, assume, como poucos, que a educação é dada em casa e a escola é o local privilegiado para se ensinar. Continue assim, não desista que o seu filho vai perceber que a razão está do seu lado!

  8. Lurdes

    Se os meninos fossem bem educados e os seus pais responsáveis as aulas síncronas podem sim ser muito boas. Eu só tenho a elogiar o trabalho e o esforço feito por todos.

  9. HAHAHAHAHA, dá-me vontade de rir, então digam lá uma coisa, será assim tão difícil retirar os telemóveis aos meninos??? com que então 13 anos irresponsáveis!!!! de quem será a culpa?? pelos vistos dos Pais não?? ou será que querem culpar os professores???
    Façam o que vós compete, progenitores, eduquem os vossos filhos em vez de se desculparem que agora é assim e assado, tenham vergonha na cara ou já se esqueceram da educação do antigamente…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here