Home Concursos Tesourinho Deprimente | Professores recebem cartas que os obrigam a concorrer contra...

Tesourinho Deprimente | Professores recebem cartas que os obrigam a concorrer contra a sua vontade.

74
0

carteiro

Há uns anos atrás, muitos professores que não mostravam interesse em concorrer foram obrigados a fazê-lo, em virtude do atraso na aprovação de turmas. Para quem não sabe, se os professores não tiverem o mínimo de 6 horas atribuídas, são obrigados a entrar na imprevisível roleta dos concursos. E estou a falar em professores de quadro que pertencem à mesma escola há já alguns anos, os chamados professores da casa. Sim, os sortudos!

Lembro-me das milhares de almas “stressadas” por fazer algo que já não faziam há anos e que apesar de todos os avisos, que seria apenas um concurso para inglês ver, foi o ver se te avias com dúvidas e mais dúvidas.

Este ano, promessas prometiam, salve a redundância, que os concursos seriam mais cedo, patati patatá… Pois… No momento em que escrevo estas palavras não parece que a promessa será cumprida e muitos professores estão a receber cartas dos seus diretores informando-os que têm de concorrer. Aquilo que deveria ser um tesourinho deprimente volta para animar as hostes, mas vida de professor é mesmo assim, onde a única certeza é a própria incerteza.

Faz-me confusão, mas mesmo muita confusão, numa época onde já existem emails, telemóveis, internets, que não se consiga combinar entre a DGESTE e a DGAE uma data para que se evite este tipo de trapalhadas.

Certamente que os seus profissionais não o fazem de propósito, mas por amor de Deus, resolvam de uma vez os problemas dos concursos, é que nem as novelas mexicanas têm tantos episódios…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here