Home Notícias Taxa De Retenção E Desistências São Maiores No 10º E 12º Anos

Taxa De Retenção E Desistências São Maiores No 10º E 12º Anos

93
0

A taxa de retenção e as desistências são maiores no 10º e no 12º anos de escolaridade, apesar de ter-se registado um maior número de alunos a terminar o ensino secundário no ano letivo de 2018/2019. Os chumbos no 12º ano chegam aos 22,6%, correspondendo a cerca de 15 mil estudantes.

Os chumbos estão a baixar em todos os anos de escolaridade, embora seja substancialmente superior nos anos de entrada e de saída do secundário. Em 2001, mais de metade dos alunos (52,5%) chumbava no 12º ano. Em 2011, ficou retido um terço dos estudantes (34.3%). No ano passado, a taxa de retenção e desistência foi de 22,6%, menos 2% do que no ano letivo anterior. Nos cursos gerais, ascende a 23,2%. Já na via tecnológica e profissional, ronda os 21,6%,

Ainda assim, a taxa de retenção no Ensino Secundário continua a ser de dois dígitos (13,1%) e é três vezes superior à do ensino Básico (3,8%). Dentro do Ensino Básico, também há diferenças. Os chumbos no 1º Ciclo correspondem a 2,1% dos alunos. No 2º Ciclo, sobem para 3,9% e, no 3º Ciclo, correspondem a 5,8%. Os anos mais críticos no ensino Básico continuam a ser 2º, 7º e 9º anos, com taxas de retenção de 4,9%, de 7% e de 5,5% respetivamente.

As Estatísticas da Educação 2018/2019, referentes ao ano letivo de 2018/2019 e divulgadas pela Direção-Geral de Estatísticas de Educação e Ciência, mostram que as taxas de conclusão no 9º ano subiram dos 93,5% para os 94,5% e no 12º passaram dos 75,5% para os 77,4%.

O número de crianças, inscritas no Pré-Escolar, voltou a estar ao nível do início do século XXI. Desde 2001 e 2002 que não havia tão poucos alunos a frequentar o Pré-Escolar. Nos últimos dois anos, o número de crianças matriculadas baixou para 240 mil em 2018 e para 243 mil em 2019, sendo que apenas metade (52,7%) estuda em escolas públicas. Quase um terço (30,4%) frequenta estabelecimentos privados dependentes do Estado, nomeadamente instituições de solidariedade social, e 16,9% estão em escolas particulares.

De um modo geral, há menos alunos em todos os anos de escolaridade, com uma quebra de 16,1% nas inscrições em comparação com o início do século. Em cerca de 10 anos (de 2011-2019), o Pré-Escolar perdeu 11,7% das crianças, o 1º Ciclo tem menos 15,2%. A quebra no 2º Ciclo ascende a 21,3%. No 3º Ciclo, a redução é de 22,9%, enquanto o Secundário tem menos 9,4% de estudantes.

Sete em cada 10 escolas pertencem à rede pública. No entanto, houve menos 101 estabelecimentos públicos em funcionamento no ano letivo de 2018/2019.

Fonte: JN

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here