Home Notícias “Sr. Doutor, Preciso De Ritalina Para O Meu Filho… Já Não Aguento...

“Sr. Doutor, Preciso De Ritalina Para O Meu Filho… Já Não Aguento Mais!”

1349
0

O título não é uma citação é a expressão de um sentimento. Ao longo da carreira, tenho falado com vários pais que têm em casa filhos com hiperatividade. Acredito que tal como eu, os professores em geral já sentiram da parte dos pais um sentimento de exaustão onde a frase “Professor, ajude-me pois já não sei o que hei de fazer!” é demasiado recorrente.

Não vou criticar estes pais, as suas vidas não são nada fáceis e quando digo que existe uma grande necessidade de formação parental, estes são os casos que deviam estar na linha da frente.

O medicamento é normalmente a solução procurada, até porque resulta. Tal como os pais, os professores também constatam as diferenças de comportamento em alunos que estão sobre o efeito da medicação: ficam mais calmos, mais focados e a indisciplina reduz de forma significativa. O problema está na dose e nos efeitos secundários, por vezes os alunos ficam com sono, prostrados, ausentes…

Existem alternativas, podem ler algumas aqui e ali, mas cada caso será sempre um caso único.


Pais pressionam médicos a receitar calmantes aos filhos

A venda de medicamentos com substância ativa metilfenidato, conhecida por ritalina, voltou a aumentar.

A subida no número de unidades dispensadas em farmácia sucede a uma fase de quebra, registada desde 2015, ano em que soou o alarme para o elevado consumo do “comprimido da concentração” por crianças em Portugal. Profissionais da área da saúde e da educação admitem que há pressão junto dos médicos para a prescrição. O consumo cai durante os meses de férias escolares (ver infografia).

Em nove anos, a prescrição terá crescido para mais do dobro, indica a consultora IQVIA: de 133 mil unidades, em 2010, para 288 mil, em 2018. Após 2015, registou-se uma quebra até 2017 (287 mil unidades). No último ano, porém, a venda subiu: 288 mil unidades.

Fonte: JN

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here