Home Rubricas Sondagem Extraordinária | Concorda com o fecho de escolas com contrato de...

Sondagem Extraordinária | Concorda com o fecho de escolas com contrato de associação em zonas de sobreposição com escolas públicas?

229
24

É um tema que está a pegar fogo nas redes sociais e que exige uma sondagem ComRegras. Votem e partilhem s.f.f. 😉

[socialpoll id=”2356397″]

24 COMMENTS

  1. A questão podia ter uma formulação mais adequada às hipóteses de resposta. Não será o Estado a determinar o fecho das escolas com contrato de associação…

    • Olá Manuela. Aceito, normalmente faço estas sondagens com algum tempo de reflexão. Mas julgo que as hipóteses de resposta permitem recolher a opinião pessoal das pessoas.

      – Fim das escolas com contrato de associação em zonas de sobreposição com escolas públicas (e aqui é a opinião das pessoas e não se é da competência do estado)
      – Continuação, mas sem apoio estatal
      – E continuação do modelo atual.

      Cumprimentos

  2. Falta a pergunta: Concorda com o fecho das escolas públicas que os pais não querem para os seus filhos?

  3. Deveria haver outra opção que seria: “Se o estado abriu uma escola pública depois de já existir uma privada esbanjando dinheiro dos contribuintes, deveria ser obrigado a fechá-la ?

    • Que funcione a lei do mercado. Fechem as escolas que os pais e os alunos não querem e mantenham com condições dignas aquelas que são as escolhas dos pais. Os impostos são de todos e não só de alguns! onde está a LIBERDADE?

      • A liberdade existe, o estado não tem é que financiar toda e qualquer liberdade. Eu tenho a liberdade de ir a uma clínica privada mas pago. Eu tenho a liberdade de ver televisão por cabo, mas pago. Eu tenho a liberdade de escolher um advogado, mas pago… etc, etc, etc…

        • Acha bem que uma escola pública que as pessoas não gostem, por variados motivos, se mantenha aberta e eu tenha q lá pôr o meu filho, em vez de o pôr numa escola com contrato de associação, que as pessoas gostem? Você nunca mal atendido no estado? Não vai a consultas do público em q é mal atendido e depois vai ao privado com o mm médico e já é bem atendido? Mas nesse caso, vai uma vez por ano ou duas, gasta 120 euros/ano. Agora na escola, é todo o ano. Só os ricos é que podem pagar… Voltamos ao tempo em que filho de sapateiro tem que ser sapateiro e filho de médico tem que ser médico. E olhe que eu andei numa escola pública e a minha filha também. Mas é esta falta de competitividade que vai fazer que as coisas se tornem uma balda.

          • Não, não tem que lá colocar o seu filho. Pode colocá-lo onde quiser, o estado não tem é que suportar essa sua escolha pois na mesma zona tem um serviço semelhante. Se a escola pública está com problemas que se resolvam os problemas, agora o estado não pode pagar a dobrar. Considero isto do mais elementar bom senso… E se fosse possível o estado optar por uma escola privada, deixando cair a pública, então a sua gestão teria de cumprir com os mesmos regulamentos de uma escola pública normal.

  4. Sr Alexandre Henriques:
    O Estado, obviamente, não paga a dobrar, ou pensa que há uns milhares de professores nas escolas públicas a lecionarem turmas fastasma de alunos que estão em escolas privadas?
    Quanto aos regulamentos de que fala, eles legalmente são os mesmos, por isso é apenas uma questão de verificar se os mesmos são cumpridos, seja a escola pública ou privada.
    Finalmente convém distinguir escolas com gestão privada com e sem contrato de associação, isto porque são realidades diferentes e as primeiras, que são apenas uma parte delas, são as que estão em causa.
    Os “colégios” ligados, por exemplo, a pessoas bem conhecidas são, pelo menos na maior parte dos casos, pertencentes ao segundo grupo e portanto não são apoiadas pelo Estado, tendo por vezes mensalidades por aluno, de muitas, mas mesmo muitas, centenas de euros.

    • Então um diretor de um colégio de associação tem as mesmas limitações que um diretor de uma escola privada?
      “Finalmente convém distinguir escolas com gestão privada com e sem contrato de associação, isto porque são realidades diferentes e as primeiras, que são apenas uma parte delas, são as que estão em causa.”
      Seria interessante saber a opinião de muitos diretores de colégios privados sem contrato de associação. Deixo-lhe uma https://www.comregras.com/contratos-de-associacao/

      • Relativamente à sua 1ª questão, o que eu disse foi que os “regulamentos” de que fala são os mesmos para as escolas públicas e para as privadas com contratos de associação .
        Quanto à opinião dos muitos directores de colégios privados sem contratos de associação que refere, é natural que pelo menos alguns deles vejam as escolas com esses mesmos contratos como uma ameaça, pois potencialmente disputam alguns dos seus alunos.
        Aliás, e a propósito do artigo que me sugeriu, aconselhava-o a fazer o que eu fiz: veja a tabela de preços desse colégio na respectiva página na internet.
        Posso dizer-lhe que numa escola privada que conheço, e que tem contrato de associação para os 2º e 3º ciclos bem como para o secundário, os preços que cada aluno paga no 1º ciclo, onde o referido contrato não existe, são inferiores a metade dos que esse colégio cobra.
        Talvez assim se compreenda quem ganha dinheiro.
        Relativamente à questão dos equipamentos posso informá-lo, mais uma vez aludindo à mesma escola, que num raio de alguns km há escolas públicas bem mais e melhor equipadas a vários níveis.
        Já no que respeita às “instalações imaculadas” aí a directora tem razão: é que nessa escola, e salvo alguma “irreverência” normal nessas idades, os alunos de uma maneira geral respeitam as regras!
        Gostaria no entanto, e para terminar, de referir que há seguramente escolhas melhores e escolas piores, sejam públicas ou privadas, tenham ou não contrato de associação.

        • “Gostaria no entanto, e para terminar, de referir que há seguramente escolhas melhores e escolas piores, sejam públicas ou privadas, tenham ou não contrato de associação.” Sem dúvida L Faria.
          Eu também não me iludo e sei bem que os colégios privados têm o objetivo de ganhar dinheiro e essa é a questão central sobre esta polémica toda. Cumprimentos.

  5. Acho estranho inquérito já ter fechado e a forma como funciona (para não falar na formulação das questões e repostas)….. é que antes do fim de semana estava equilibrado e de repende aparecem 800 votos na 1ª opção e a votação fecha…… que validade pode ter uma votação destas?????

    • Se tem seguido o ComRegras sabe que no fim de semana publico sempre os resultados das sondagens semanais e dou espaço a uma nova sondagem. E sim também reparei que estava equilibrado e que de repente uma opção disparou. Porquê? Não faço a mínima ideia, nem tenho de saber, não sou eu que voto… Sobre a validade da votação, tem a validade de uma sondagem não oficial e de uma mera curiosidade.

      • eu consigo dizer o porquê desta questão dos votos acontecer… são sistemas de votos que têm falhas grandes ao nível de validação de votos efectivos, ou seja qualquer utilizador pode votar as vezes que quiser. O que acho estranho é colocarem questões meramente por curiosidade e sem fundamentos ou enquadramentos.

        • Não é nada estranho querer saber a opinião das pessoas. Pode discordar da forma, é livre de o fazer, mas o ComRegras não tem receitas que permitam um sistema oficial/inviolável de questionar os seus leitores. O sistema de segurança na versão gratuita baseia-se em “cookies”. Mas se o resultado fosse do seu agrado, não sei se estaria tão preocupado(a). E outra coisa, a Universidade do Minho num estudo que fez sobre indisciplina teve exatamente o mesmo problema e eu questionei-a sobre a segurança do processo. Sabe qual foi a resposta? Estamos a lidar com professores não estamos… E eu calei-me e bem calado.
          No entanto não deixa de ser curioso tanta preocupação pela transparência do processo vindo de alguém que assina por “Muito Estranho”.

          • eu preocupa-me é que este tipo de sites sejam utilizados e referenciados (como já vi, por pessoas ligadas a partidos de esquerda) noutras situações como exemplo e que utilizam como ferramenta para validarem as suas opiniões, quando só servem (como o próprio disse) de curiosidade. por acaso não me interessa o resultado, estou a comentar visto já existir tanta (de)informação acerca deste tema e fazem o questionário (como já disse) sem fundamentos ou enquadramentos.
            Gosto particularmente de conhecer sempre os “dois lados da moeda” antes de pronunciar qualquer tipo de opinião.

            PS: assino como muito estranho pois não divulgo em nenhuma fonte de Internet os meus dados (seja eles quais forem), coisa que não assiste a muitas pessoas e depois queixam-se.

          • Meu caro, isso das tendências políticas é algo natural. Se digo bem de uma coisa sou de esquerda, se digo mal de outra sou de direita, se defendo os professores sou pró-sindicatos, se os crítico é porque sou apoiante do Governo. Há de tudo e não se preocupe com isso, sou da minha da cabeça e de mais ninguém, os rótulos deixo para os especialistas.

            Gosto particularmente de conhecer sempre os “dois lados da moeda” antes de pronunciar qualquer tipo de opinião. Já somos 2.

            PS: assino como muito estranho pois não divulgo em nenhuma fonte de Internet os meus dados (seja eles quais forem), coisa que não assiste a muitas pessoas e depois queixam-se. Aceito o argumento.

            Cada um utiliza a argumentação que quiser, eu não desvalorizo a sondagem que fiz, já fiz muitas e parecem refletoras da opinião das pessoas. Algumas vezes concordo, outras não. No caso em concreto nem concordei com a opção mais votada. Se quiser acreditar que alguém passou “n” tempo a limpar as cookies para votar “n” vezes, acredite. Eu não acredito. Cumprimentos.

  6. A questão colocada é perversa e, portanto, leva ao engano nas resposta. O Estado não deve fechar escolas privadas, quer tenham contrato de associação ou não. O que o Estado deve fazer é não financiar escolas privadas quando hover uma escola pública próxima com oferta educativa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here