Home Escola Sondagem da Semana: Quais devem ser as prioridades do novo Ministro da...

Sondagem da Semana: Quais devem ser as prioridades do novo Ministro da Educação?

Temos novo Governo, temos novo Ministro. Existem uma série de temáticas que urge abordar e otimizar. A sondagem desta semana serve para dar uma ajudinha ao Sr. Ministro, pois os resultados obtidos serão enviados para a 5 de outubro.

Naturalmente que as hipóteses colocadas não abrangem todas as carências escolares, mas tentei apresentar um leque alargado de hipóteses para que possam optar pelas que consideram mais relevantes.

Como é hábito, no próximo fim de semana teremos o comentário exclusivo do Paulo Guinote.

Votem e partilhem s.f.f.

Nota: por favor não escolham todas, certamente que nas vossas cabeças algumas são mais prioritárias que outras. 😉

[socialpoll id=”2312268″]

11 COMMENTS

  1. Um concurso único para professores e menos alunos por turma são temas prioritários.

  2. …esse ministro é demasiado novo…não tem conhecimento dos dossiês, ou da realidade que o espera…é mais um provisório da Educação que não fará estória!

  3. Pois, há tantos especialistas em educação, mas todos fora dos partidos. Os que chegam ao Ministério nada percebem…

  4. Os professores estão “velhos”, cansados, desmotivados. Não existe “ordem”, nem estrutura representativa que diga que é urgente trazer para a escola os professores “novos”, que estão em casa cheios de vontade e motivados, capazes de, com prazer, por em prática as politicas educativas novas e inovadoras. A profissão docente era das mais dignas, hoje é tratada com desdem. Os professores estão esgotados, caem como “tordos” e correm o risco de, aos sessenta e seis anos e dois meses (idade de reforma), serem pura e simplesmente gozados por alunos que vêm neles, apenas figuras que se arrastam nos corredores, sem condições de impor a disciplina, nem de fazer passar a sua mensagem.
    Desgaste rápido, a profissão de professor? Vão mas é trabalhar, seus malandros. Certamente têm mesmo que ir, porque os seus direitos foram esquecidos e os seus deveres mantêm-se bem reais nas contas para pagar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here