Home Escola Sem Educação Moral E Religiosa Católica Não Vale A Pena Ir Para...

Sem Educação Moral E Religiosa Católica Não Vale A Pena Ir Para A Escola – Bruno Henriques E Sérgio Duarte

324
0

Sinto-me no dever de dizimar a ideia abjecta do Livre de querer acabar com a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) na escola pública. É escusado terminar com uma disciplina que é facultativa. Estamos num Estado laico e, por isso, temos de disfarçar que já não somos um Estado católico nominal. Até aqui funcionava muito bem. A religião católica tornou-se facultativa na escola para que os pais pudessem escolher entre frequentar EMRC ou ir à catequese. É o preço a pagar pela liberdade — as pessoas escolherem alternativas onde praticam a religião católica. Com o recrudescimento da esquerda, agora querem implementar o que está consagrado na Constituição. Não podemos permitir. Já não basta terem limitado a escolha de disciplinas católicas na escola, que se reduziram a uma, quando antigamente havia Álgebra Santa, História dos Três Pastorinhos e mesmo Gramática dos Milagres.

É esta a agenda da esquerda, querem salvar o planeta não sem antes eliminarem totalmente as emissões ideológicas de direita. Se querem eliminar a disciplina de EMRC podiam, ao menos, retribuir e eliminar disciplinas de esquerda, como Português. Todas as pessoas sabem que os professores ensinam poesia aos alunos. Ensinar poesia a pessoas pode levar a que as pessoas possam gostar de poesia. Ultraje! Os leitores de poesia ficam com sentimentos dentro delas que as fazem ficar muito sensíveis. Muitas delas acham que podem, elas mesmas, tornar-se poetas.

Não há nada mais fácil do que escrever poesia, é só colocar palavras ao calha no papel, em que a responsabilidade das palavras fica do lado do leitor, da interpretação que faz, dos sentimentos que lhe transmite. Daí que muitos leitores de poesia queiram ser escritores de poesia: passam a cerrar as sobrancelhas, porque estão em introspecção, compram um caderno Moleskine e passam a sentir que compreendem o mundo quando olham pela janela do metro. Se na esquerda há ódio à religião, saibam que a direita não suporta poetas, a pior espécie de pessoas que existe no éter da existência. Que porcaria de expressão! Falei em poetas e comecei logo a usar palavras de senhoras. Peço desculpa. Se é verdade que há religiões que têm fanáticos e matam pessoas, pelo menos fazem-no de uma forma eficaz, rapidamente. Já um poeta, quando começa a declamar, consegue torturar pessoas durante horas até as matarem de tédio. Agora decidam vocês quem é pior.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here