Home Escola Seis Meses Depois, Caso João De Deus Mantém-se Em Investigação E Sem...

Seis Meses Depois, Caso João De Deus Mantém-se Em Investigação E Sem Arguidos

477
0

Uma justiça à portuguesa… E para quem não leu, recordo este artigo.

A Fuga De Professores Dos Jardins-Escolas João de Deus

Fica a notícia.


O caso da gestão da Associação Jardins Escola João de Deus por parte do seu diretor, António Ponces de Carvalho, está ainda “em investigação, sem arguidos constituídos e sujeito a segredo de justiça”, segundo informou à SÁBADO a Procuradoria Geral da República.

Em janeiro desde ano, a SÁBADO começou por relatar algumas extravagâncias e polémicas internas da associação, incluindo gastos em viagens feitos pelo diretor em eventos com ligação difícil de explicar com a associação. Em março, a PGR comunicou a abertura de um inquérito no DIAP.

Em março, à SÁBADO, fonte oficial da Procuradoria-Geral da República disse confirmar-se “a existência de um inquérito recente relacionado com matéria que refere.” “Encontra-se em investigação no DIAP de Lisboa e não tem arguidos constituídos”, acrescentou a mesma fonte.

São várias as suspeitas de irregularidades na atual gestão da Associação de Jardins-Escolas João de Deus. Revelados pela SÁBADOestão gastos da associação com as viagens do diretor, como o safari de luxo no Quénia e na Tanzânia antes de uma reunião da organização Mundial de Educação Pré Escolar. Na lista de fornecedores da IPSS estão também marcas de luxo, como a Alfonso Domínguez e a Prada.

No início de março, a secretária de Estado da Segurança Social mandou instaurar uma fiscalização à Associação de Jardins Escolas João de Deus para aferir se esta IPSS está a fazer bom uso dos recursos do Estado.

Fonte: Sábado

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here