Início Rubricas Sabe Reconhecer Um Aluno Ansioso?

Sabe Reconhecer Um Aluno Ansioso?

1015
0

Sinais de alerta da ansiedade de desempenho

Os professores deparam-se com múltiplos desafios diariamente. Compreender as dificuldades dos alunos não é tarefa fácil, principalmente se estiverem associadas a problemáticas de foro psicológico.

Tem-se observado uma crescente prevalência de casos de ansiedade excessiva em contexto escolar que se manifesta em alunos cada vez mais jovens. Mas estará o corpo docente preparado para identificar e ajudar estes casos?

É natural que os alunos sintam alguma ansiedade em situações de desempenho. Porém, para alguns estudantes é excessiva e perturbadora em situações, tais como responder a questões na aula, colocar dúvidas ao professor, ir ao quadro, apresentar um trabalho, testes, exames, expor-se em público (num auditório, por exemplo). Estas situações de avaliação são percebidas pelo aluno como uma ameaça, podendo ter as seguintes manifestações:

  • cognitivas – preocupação, pensamentos de incapacidade negativos e autocríticos (que bloqueiam a capacidade de resposta), medo de fracassar e previsões de falhanço, pessimismo;
  • físicas – tensão muscular, rubor facial, ritmo cardíaco aumentado, aperto na garganta, respiração acelerada, transpiração, mãos a tremer e/ou frias, chorar;
  • Comportamentais: evitamento da tarefa, procrastinação, perfecionismo.

Consequentemente, estes alunos podem ter menor foco de atenção na tarefa, dificuldade na gestão do tempo, técnicas incorrectas de estudo.

Vários estudos têm comprovado que a ansiedade elevada em situações de avaliação conduz a um desempenho inferior dos estudantes, considerando que os seus resultados são inferiores ao desejado e às suas capacidades intelectuais. O medo e ansiedade sentidos podem prejudicar a preparação dos alunos e causar desconforto suficiente durante situações de avaliação, comprometendo o desempenho, mesmo quando possuem os conhecimentos necessários para a sua realização eficaz.

Quando este círculo vicioso se repete constantemente, estes alunos têm baixas expectativas de autoeficácia, sentimentos de insegurança, frustração, tristeza e baixo nível de autoconfiança em contexto académico.

Com esta caracterização da perturbação de ansiedade de desempenho esperamos contribuir para que os docentes consigam identificar os sinais de alerta e contextualizar os sintomas manifestados pelos estudantes, com maior facilidade e rapidez.

A ansiedade é muito silenciosa e estes alunos costumam passar despercebidos na maioria das vezes, pelo que quando um professor consegue sinalizar estes casos, informando os pais e incentivando-os a procurar um psicólogo clínico, poderá fazer a diferença no bem-estar emocional, rendimento académico e futuro deste aluno.

 

Raquel Carvalho

Psicóloga Clínica

Equipa Mindkiddo – Oficina de Psicologia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here