Home Escola Regresso Às Aulas: Tudo Preparado? – Margarida Amador

Regresso Às Aulas: Tudo Preparado? – Margarida Amador

Há uma espécie de círculo que envolve as nossas vidas que se chama ‘ano letivo’. De alguma maneira, todos somos afetados por esta gigantesca roda dentada que nos põe todos a funcionar a um determinado ritmo.

153
0

Lá vamos voltar outra vez à rotina! Há uma espécie de círculo que envolve as nossas vidas que se chama ‘ano letivo’, ou simplesmente aulas. De alguma maneira, todos nós somos afetados por esta gigantesca roda dentada que nos põe todos a funcionar a um determinado ritmo.

Vejamos: o trânsito altera-se de uma forma caótica, marca as horas de ponta e determina as horas de sono, ou pelo menos a hora de levantar da cama, o que condiciona a hora de deitar. Basta este pormenor para marcar toda a rotina de uma casa. E com tantas alternativas sustentáveis de mobilidade, individuais ou em grupo, a serem promovidas nos diversos aglomerados urbanos, será que vale a pena experimentar e mudar a forma como nos deslocamos e fazemos deslocar as nossas crianças?

Estes são apenas alguns exemplos dos desafios colaterais que o regresso às aulas proporciona na vida de todos os dias. Para aqueles que são os protagonistas desta série anual, as expetativas desenrolam-se de uma maneira muito particular. A primeira é a de rever os amigos e, quem sabe, fazer novos amigos. Para as crianças, adolescentes e jovens, as questões sociais são sempre de extrema importância, até porque assumem um papel regulador nos seus comportamentos e escolhas. A aquisição de novo material escolar é sempre uma excitação, o que se pode comprovar facilmente pelo frenesim nos supermercados. E neste capítulo é sempre aconselhável fazer uma revisão ao material que se tem em casa dos anos anteriores, pois a lista de material escolar aconselhado pelas escolas é quase sempre igual de um ano para o outro. E há sempre material que não se gasta num ano e outro que dura uma vida inteira!

Outros protagonistas profissionais do enredo são os professores e também os não docentes. A maioria já passou por algumas reformas educativas e já lecionou de muitas maneiras, sempre as melhores do momento. São das pessoas com maior plasticidade que conheço: aprendem ao longo de toda a vida e gostam de aprender, atualizam os conhecimentos na sua área de ensino, procuram inovar nas suas didáticas, adequam a sua linguagem e ensino a cada criança e à (sua) atualidade e interagem com todo o tipo de pais/encarregados de educação. E sempre foi assim.

Com muitas dúvidas e poucas certezas, esta série faz-se episódio a episódio, muitas vezes adequando as necessidades às circunstâncias e alterando a rota inicialmente definida, para bem dos atores principais: os alunos. Posto isto e muito mais, está quase tudo pronto, esperamos. Vamos lá começar!

Margarida Amador, in “Público”, 5-9-2019

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here