Home Notícias Querem chumbar alunos no pré-escolar?

Querem chumbar alunos no pré-escolar?

546
2

bebé espantadoFaz-me alguma confusão ponderar-se sequer a possibilidade de atribuir uma classificação sumativa a um aluno do pré-escolar. A avaliação é extremamente complexa e subjetiva e fazê-lo em crianças tão novas, ainda a torna mais abstrata.

Existe tempo, muito tempo para a pressão das notas, a pressão dos exames e toda essa obsessão em tudo catalogar. Deixem os professores do pré-escolar fazer o seu excelente trabalho e deixem as crianças percorrer o seu caminho respeitando o seu ritmo.

Pelos vistos a tutela quer ir por aí, se assim for está de parabéns, principalmente quando estamos na antecâmara da massificação do pré-escolar aos 3 anos.

 

Durante a parte da tarde a temática da avaliação das crianças continuaria a ser aquela que mais questões suscitava entre os participantes na conferência. “Estou muito preocupada, há directores que dizem para classificar crianças?”, questionou Helena Pedroso, da Confederação Nacional das Associações de Pais, admitindo que haverá muitos pais que acham importante que os filhos tenham uma nota.

Cuidado, daqui a pouco estamos a chumbar meninos e meninas no pré-escolar”, disse Maria João Cardona. “Aliás, já acontece adiar a passagem dos meninos e das meninas” para o 1.º ciclo, “por falta de maturidade, com o consentimento das famílias”, afirmou. Maria João Cardona não entende o que isso é, nem como é possível que se faça. “Claro que ninguém aqui está contra a avaliação, temos que pensar é como é que se faz. O documento [das novas orientações] está muito bem feito, mas pode ser preciso que seja complementado.”

É importante que, de uma vez por todas, deixemos de confundir avaliar com classificar“, exortou, para explicar que “a classificação é um detalhe neste processo, que pode ou não existir”. Assim, o que o Ministério da Educação quer é “conceber a avaliação como um processo reflexivo, que envolve pais e famílias, transparente e que não pode ser standardizado, muito menos no pré-escolar”.

A avaliação “não pode ser feita em função da grelha”, explicitou João Costa. E, porque “o pré-escolar é um dos principais predictores  do sucesso escolar no 1º ciclo”, o governante revelou que o ministério está “com as mãos na massa”. “Estamos a trabalhar com a Inspecção-Geral de Educação para poder acompanhar o que se passa nas IPSS (não numa perspectiva de policiamento mas de acompanhamento e de melhoria da acção) e, em conjunto com a secretaria de Estado da Segurança Social, estamos a discutir as questões de tutela pedagógica” de creches e pré-escolar.

 

Novas orientações para o pré-escolar são claras: crianças não devem ser classificadas

(Andreia Sanches)
Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?
Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [7.92 MB]

2 COMMENTS

  1. O título é subservisvo, distorce as principais questões em debate, nem foi referido o adiamento na entrada do 1º ciclo, pelo que já li e ouvi. Mero oportunismo de mediatização…

    • Julgo que somos todos suficientemente perspicazes para entender que a suposta reprovação no pré-escolar está ligada ao adiamento. Mas o título quis ir mais além e abordar a excessiva classificação na avaliação do pré-escolar. Se o título é provocatório? Era mesmo para ser e para “obrigar” as pessoas a lerem e refletirem sobre este assunto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here