Home Notícias Quem nos protege dos sindicatos?

Quem nos protege dos sindicatos?

105
5

O texto que se segue é da autoria de Emanuel Correia. O Emanuel é professor e semanalmente irá dar a sua opinião sobre a atualidade educativa. O que mais me agrada do Emanuel é a sua liberdade de pensamento, sem se preocupar em agradar a A ou a B. Existem muitas feridas no mundo educativo e é preciso “gentes” com coragem para falar sobre elas. O Emanuel é um deles.

O ComRegras é um blog plural e nunca falará a uma só voz. Ando à procura de “reforços” e tenho muitas vagas por preencher. Quem estiver interessado envie um email para [email protected]

Sê bem-vindo Emanuel 😉

Quem nos protege dos sindicatos?

protegerTal como acontece em França, os nossos sindicatos constituem-se como um clube privado, repleto de regalias, mordomias e títulos vitalícios. Saliento uma afirmação de Mário Nogueira, há uns dias, em que “esperava um dia voltar a dar aulas”. Será que vai fazer algum complemento de formação? Para quem está afastado de uma sala de aulas há dezenas de anos imagino a competência do senhor, deste e de tantos outros, centenas, que estão exatamente na mesma situação “sindical”. Este artigo de Carlos Alves dá-nos um cheirinho.

Tendo em conta o tempo novo que vivemos, ainda na senda do estado de graça dos nossos atuais iluminados governantes, – é relevante e patético o iluminismo que nos governa há décadas – deparamo-nos com um cenário no mínimo curioso. Alexandre Homem Cristo faz um bom retrato do corporativismo existente no nosso país, em que a transparência e rigor não passam de conceitos metafísicos, inconvenientes ao bem-estar das elites dominantes, amorfas, bafientas, opacas.

5 COMMENTS

  1. Um bom tema,que aplaudo!Serão os pobres dos alunos que terão que actualizar os sindicalistas que viraram professores?

    • Ser professor não é só ter um diploma mas é fundamental amar a profissão e os seus alunos. Como se pode amar uma profissão que não se exerce e como se pode amar alunos que nunca se tiveram. Alguém me diz quantos anos o Mário de aulas . Eu respondo um ano incompleto. Há mais Mários…

  2. Uma das coisas mais bonitas que se podem ver é professores a darem ”tiros nos pés”. Já agora… proponham lá uma bela democracia sem os malvados dos sindicalistas… os senhores são os pontas de lança de uma série de gente que, sem sindicatos, vos reduziria a capachos… Força aí no masoquismo!

    • Caro Rui. Os sindicatos são essenciais num regime democrático e plural, obrigatórios para que os empresários e o próprio estado não nos torne escravos, mas explique-me como podem os Srs. sindicalistas que nada fazem há décadas, profissionalmente como será óbvio, defender realidades que não conhecem, não querem conhecer e odeiam quem pense no futuro? Cuja transparência é opaca a honestidade é compadrio e a democracia é só para nós?

  3. Rui
    Os professores do 1º ciclo estão muito próximos da situação apontada! Trabalhar até aos 66 anos com alunos de 6/10 anos é pouco aceitável, assim como em paralelo trabalharem tantos professores nas AEC a ganhar muito pouco e nas horas em que os alunos já cansados são mais problemáticos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here