Home Escola PSP interrompe exame em escola privada de Cascais mas instituição diz que...

PSP interrompe exame em escola privada de Cascais mas instituição diz que cumpria a lei

322
0

Há quem efetivamente não perceba o que se está a passar…


A PSP interrompeu esta sexta-feira um exame, com 43 alunos, que decorria numa escola privada de Cascais, para fazer cumprir as medidas de confinamento decretadas devido à pandemia de Covid-19, mas a instituição alega que estava a cumprir a lei.

Contactada pela Rádio Observador, a administradora da instituição, Catarina Formigo, explica que se tratava de um exame de décimo ano que é articulado com vários colégios internacionais, como é o caso St. Dominic’s International School, e realçou que os alunos “mantêm as aulas online, exceto para aqueles que estão em preparação para exame”.

Esta administradora garantiu ainda que as regras de segurança estavam garantidas, uma vez que era previsto que esta prova se fosse realizar num pavilhão de forma a assegurar a distância de segurança e admitiu que a escola não tentou falar com o Ministério da Educação, uma vez que consideraram que esta era apenas uma exceção, visto que se tratava de um exame e não de aulas presenciais:

Cumprimos o decreto de lei que contempla as exceções para os exames, respeitamos todas as medidas de segurança. Além disso, não se tratam de aulas, não são atividades letivas”, sublinhou.

Catarina Formigo sublinhou que a interrupção do teste “causou um grande transtorno nos alunos e nos pais” e defendeu que “a situação deverá ser bem esclarecida”.

“Sempre fomos exemplares no cumprimento da lei. A situação de hoje teve consequências desagradáveis e esperamos que não volte a acontecer”, acrescentou Catarina Formigo depois de mencionar que em “800 pessoas a circular na escola, nunca houve um caso de infeção.”

Em declarações à agência Lusa, o comissário da PSP de Lisboa, Artur Serafim, referiu que as autoridades receberam “várias denúncias anónimas” de que um grupo de 43 estudantes do 10.º ano iria realizar um teste no colégio St. Dominic’s International School, no concelho de Cascais, distrito de Lisboa.

“Imediatamente fomos para o local e verificámos que estavam na escola 23 alunos e que mais 20 estariam a caminho. Contactámos a diretora e sensibilizámos para a necessidade do cumprimento das medidas. Os pais foram contactados e levaram os alunos para casa”, adiantou.

Ainda no concelho de Cascais, segundo adiantou à Lusa o comissário da PSP Artur Serafim, as autoridades encerraram também esta manhã um infantário que estava aberto.

Para estes casos não existe uma previsão de coima e aquilo que resta fazer é sensibilizar os diretores da escola para o cumprimento da lei”, explicou.

Todas as escolas de todos os níveis de ensino estão encerradas a partir de hoje e durante duas semanas, uma medida anunciada na quinta-feira pelo Governo para conter a pandemia de Covid-19.

Além das escolas também todas as creches e ateliês de tempos livres vão permanecer encerrados durante 15 dias, o mesmo acontecendo com os tribunais de primeira instância, que só funcionam para atos processuais urgentes.

O primeiro-ministro, António Costa, justificou as medidas pelo aumento do número de casos de uma variante mais contagiosa do novo coronavírus, que cresceram de uma prevalência de 8% na semana passada para os atuais 20%.

Fonte: Observador

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here