Home Notícias PSD Pondera Mudar De Ideias Sobre A Lei Dos Professores

PSD Pondera Mudar De Ideias Sobre A Lei Dos Professores

456
3

Uma coisa é certa, se o PSD voltar à posição inicial de condicionar a recuperação do tempo de serviço a fatores económicos nomeadamente a dívida pública, prova que estes senhores não se entendem, não têm uma liderança forte e revelam um amadorismo preocupante. Como é possível Rui Rio dizer que não sabe o que consta no texto da Comissão da Educação? Ou não é líder ou é incompetente.

Já todos percebemos que o PSD assustou-se com a ameaça de demissão de António Costa, o seu silêncio é prova de alguma desorientação, receio e muito calculismo.

Se os 6 anos e qualquer coisa ficarem dependentes da dívida pública, então mais vale dizerem que nunca mais os recuperamos…

https://youtu.be/tAScfIDqlfc

 

3 COMMENTS

  1. Lamentavelmente, não acredito nem nas intenções que levaram à coligação negativa, nem no respeito pelo que aprovaram, após as eleições.
    Jogo político, hipocrisia, demagogia são as palavras que melhor definem a questão dos professores, é velha e tem barbas. As elites detestam a escola pública democrática, porque ela põe em perigo a sua manutenção no clube restrito. A carreira docente negociada a ferros, legislada e remendada sempre que um governo toma posse, nunca é cumprida integralmente desde os primórdios.
    A escola massificou-se, os professores são a maior classe de técnicos superiores da FP, é preciso impedir que cheguem ao topo. O objectivo de todos os governos é conseguir que permaneçam nos 5 primeiros escalões, com pouca diferenciação salarial, para baixarem a despesa orçamental e o pagamento de pensões futuras. Recorrem a tudo, tentaram a avaliação chilena e a divisão funcional; perdida a batalha, recorrem agora à mentira, à humilhação, ao desrespeito, à raiva, ao ódio, ampliados pelas redes sociais e pela comunicação social, parcial e dependente do poder político para sobreviver. A rede de clientelas é vasta e bem ramificada.
    O povo, qual peão em tabuleiro de xadrez, deixa-se manipular e faz a catarse das suas frustrações individuais e coletivas destilando ódio para cima da classe mais privilegiada do país.
    Os métodos são novos, mas as batalhas são velhas, quando dizem que não pode haver direitos adquiridos, só consideram os contratos dos trabalhadores, os deles são para cumprir integralmente. Nem sequer se dão conta de que um Estado que não cumpre os seus contratos não é um Estado de direito.
    Os professores não podem baixar os braços e devem unir-se para continuar a lutar pela educação, pela cultura, pela democracia, e pelo respeito dos direitos humanos, que foram adquiridos, mas estão sempre em perigo no jogo sujo da política.

  2. Será ainda possível uma greve às aulas do 12º ano, até ao final do ano, ou já não valerá a pena?

  3. O PSD foi pressionado de todos os lados, venceu a covardia, perderam os princípios. Perde todos os dias a democracia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here