Home Escola Provas de Aferição | “Existem 8000 possibilidades diferentes de relatórios individuais.”

Provas de Aferição | “Existem 8000 possibilidades diferentes de relatórios individuais.”

134
0

altura_medirCaramba! 8000… é muita fruta como se diz na minha terra.

O Ministério de Educação vai acabar com as notas nas provas de aferição e substituir por relatórios individuais. Ao ler a notícia a minha primeira reação foi “já nos estão a lixar e vamos passar os dias a fazer relatórios…”, mas o ME teve o bom senso de usar uma computador para o efeito. Não se trata por isso de relatórios personalizados, mas as possibilidades permitem um diagnóstico alargado e que certamente irá ao encontro das limitações de cada um.

Alguma coisa contra?

Tudo o que seja ajudar os professores, os pais e os alunos é naturalmente bem vindo. Podemos questionar é a sua necessidade e eficácia. Os professores já fazem esse trabalho de avaliação formativa ao longo do ano e os alunos com maior dificuldade já têm os chamados planos de recuperação. Quanto aos pais, parece-me a mim – que também sou pai – que ouvir um professor e conhecer a sua opinião/conselhos é muito mais interessante e útil do que ler um relatório.

Tal como as provas de aferição, estes relatórios são comme ci comme ça e pouca diferença irão fazer no futuro.

O objetivo, defendeu João Costa, é produzir uma análise muito mais fina do desempenho dos estudantes, permitindo às escolas trabalharem de forma a ultrapassarem dificuldades concretas. Nomeadamente no apoio ao estudo e nos apoios individuais: “Por exemplo, em vez de dar uma ficha de matemática, pode dar-se uma de gramática, ou fazer pequenos grupos de alunos em função das dificuldades específicas.” Outro aspeto sublinhado pelo governante foi a preocupação de ter estes relatórios prontos “mais cedo”, de forma a que possam ainda ter influência nas decisões das escolas

Escolas decidem como e quando fazem chegar aos pais os resultados das provas de aferição

(Andreia Sanches)

Notas das provas de aferição substituídas por relatórios

(Pedro Sousa Tavares)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here