Home Rubricas Projectar O Futuro Como Professora Com Mais De Vinte Anos De Profissão

Projectar O Futuro Como Professora Com Mais De Vinte Anos De Profissão

418
0

O Presente Como Professora de Matemática de uma Escola TEIP

O maior desafio da Educação a Distância foi conseguir alcançar os alunos, o outro desafio foi a introdução das novas ferramentas de software para trabalhar em ambiente virtual de aprendizagem com os alunos.

Contextualização

As plataformas utilizadas no Agrupamento que leciono foram o Google classroom, o Googlemeet para as sessões síncronas, e as plataformas das editoras de manuais escolares. As planificações são diferentes do ensino presencial.

Cuidados a ter na escolha das tarefas

As tarefas devem ser diversificadas em suporte digital, ferramentas mais dinâmicas sempre com o apoio do manual escolar. O objetivo foi capacitar o aluno para uma aprendizagem mais autónoma. O Ensino a Distância foi uma oportunidade para os alunos desenvolverem conhecimentos sobre as ferramentas de software, e desenvolverem competências na organização, gestão do tempo, poder de decisão e autonomia.

Sou mãe e Professora, os meus filhos frequentam a Escola Pública. Conheço a realidade de salas de aula, com 20 e com 30 alunos. Quero que os meus filhos e os meus alunos frequentem a Escola, mas com condições e garantia de saúde.

Projectar o futuro como Professora com mais de vinte anos de profissão

Tendo conhecimento do terreno, venho por este meio publicar contributos para organização e planificação do próximo ano lectivo, no âmbito das medidas de protecção individual e social.

Ao nível do funcionamento dos estabelecimentos de Ensino ,as aulas deverão iniciar às 9h e acabar às 16:30 para não coincidir com os horários laborais e evitar o congestionamento nos transportes coletivos.

As turmas devem ter no máximo 20 alunos para garantir a distância de dois metros segundo as orientações da Direção Geral de Saúde.

As turmas do 1º, 2º e 3º ciclos deverão ter aulas presenciais.

Uma hora semanal para cada disciplina no 2º e no 3º ciclo deverá ser destinada ao trabalho assíncrono, nas Plataformas escolares definidas por cada agrupamento.

No Ensino Básico, os apoios poderão ter uma componente de Ensino a Distância.

Os alunos dos Ensino Secundário, Recorrente e Universitário, poderão usufruir de ensino misto presencial e parte ensino a distância, com o objectivo de potenciar as suas aprendizagens de forma mais autónoma, aumentando assim a proficiência em ambientes digitais, impedindo a sobrelotação do espaço escolar e promovendo a Escola do Futuro.

A oferta da Componente de Apoio à família, e Atividades de tempos livros para alunos do 2º e 3º ciclos deverá ser alargada.

A famílias deverão poder escolher ou sistema de empréstimo de material informático, ou aquisição do mesmo material com a opção de dedução em sede de IRS, o sistemas empréstimo de manuais escolares deve continuar.

A médio prazo os manuais escolares deveriam ser reestruturados e adaptados ao ensino do século 21, um Manual mais funcional, organizado de forma diferente e compatível com as plataformas escolares.

Elisa Manero

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here