Home Escola Professores retomam greve ao sobretrabalho a partir de 27 de outubro

Professores retomam greve ao sobretrabalho a partir de 27 de outubro

1092
0

Uma greve perfeitamente justificada. Só lamento é que não comece mais cedo, pois há escolas que já estão com reuniões pós-laborais. Se querem mais professores, urge acabar com estes abusos constantes de trabalho em fora de horas e não remunerado.

Os professores e as suas famílias merecem respeito!

E nem me venham falar sobre as férias, pois as horas que são dadas a mais, compensam isso e muito mais.

Eis o que inclui a greve ao sobretrabalho:

A greve abrange o eventual serviço letivo que ultrapasse a componente letiva a que o docente esteja obrigado e, ainda, as reuniões de avaliação intercalar dos alunos, caso as atividades da escola não sejam interrompidas para o efeito, bem como outras reuniões [reuniões gerais de docentes, reuniões de conselho pedagógico, conselho de departamento, grupo de recrutamento, conselho de docentes, conselho de turma, coordenação de diretores de turma, conselho de curso do ensino profissional, reuniões de secretariado de provas de aferição ou de exames, bem como reuniões convocadas para a implementação do DL 54/2018 e do DL 55/2018, designadamente as que forem convocadas no âmbito da Portaria n.º 181/2019 (PIPP)], sempre que as mesmas não se encontrem expressamente previstas no horário de trabalho dos docentes. 

Está ainda abrangida pelo aviso prévio que foi entregue, a frequência de ações de formação a que os professores estejam obrigados por decisão das escolas ou das diferentes estruturas do ME, quando a referida formação não seja coincidente com horas de componente não letiva de estabelecimento marcada no horário do docente ou a convocatória não for acompanhada de informação concreta de dispensa daquela componente. 

A greve também abrange as atividades de coadjuvação, de apoio a grupos de alunos e as atividades de lecionação de disciplina/área curricular, incluindo no âmbito da substituição de docentes em casos de ausência de curta duração, a turma ou grupo de alunos, em todos os casos em que as mesmas não se encontram integradas na componente letiva dos docentes. A greve incide, ainda, sobre a reposição de horas de formação nos cursos profissionais, sempre que seja imposta para além das horas de componente letiva ou nas interrupções letivas, ainda que remuneradas como serviço extraordinário. 

Por último, a greve abrange todas as atividades atribuídas aos avaliadores externos (formação, preparação, deslocação, observação, elaboração de registos e reuniões), no âmbito da avaliação de desempenho dos professores, sempre que lhes sejam impostas para além das horas de componente não letiva de estabelecimento, ainda que remuneradas como serviço extraordinário, ou, ainda que integrem aquela componente, quando obriguem a alterações na organização da componente letiva, como a realização de permutas ou a marcação de aulas para tempos diferentes dos previstos no horário estabelecido.

Fonte: FENPROF


Pré-aviso de greve 27 de outubro 2020

Pré-aviso de greve 28 de outubro 2020

Pré-aviso de greve 29 de outubro 2020

Pré-aviso de greve 30 de outubro 2020

Pré-aviso de greve 2 de novembro 2020

Pré-aviso de greve 3 de novembro 2020

Pré-aviso de greve 4 de novembro 2020

Pré-aviso de greve 5 de novembro 2020

Pré-aviso de greve 6 de novembro 2020

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here