Home Notícias Professores preferem o Norte do País

Professores preferem o Norte do País

872
0

Dos 803 horários dos grupos de recrutamento em oferta de escola, 760 (95 por cento) são em escolas de distritos a sul do Porto. Na região Norte faltam preencher apenas 43 horários: 20 no distrito do Porto, 11 em Braga, 7 em Vila Real e 5 em Bragança.

De acordo com os dados compilados por Vítor Godinho, da Fenprof, às 20h00 de sexta-feira, 2 de outubro, havia 951 horários em oferta : 803 de grupos de recrutamento e 148 de técnicos especializados. Por disciplinas, Informática é a mais carenciada, com 223 horários por ocupar, dos quais 106 completos (97 anuais e 9 temporários). Há várias escolas com falta de 3 professores de Informática, e dois agrupamentos – Eduardo Gageiro, em Loures, e Adelaide Cabette, em Odivelas – têm carência de 6 docentes, cada um do grupo de recrutamento 550-Informática.

“Em 2009/10 cortaram-nos as horas e perdemos cerca de dois mil professores, que foram para empresas e muitos não voltaram”, explica ao CM Fernanda Ledesma, presidente da Associação Nacional dos Professores de Informática (ANPRI). A ANPRI já apresentou várias propostas para resolver o problema. “Atualizar as listas dos cursos que conferem habilitação para a docência ajudava a ir buscar alguns profissionais”, refere. Outra das propostas passa pelo aumento do limite máximo de horas extraordinárias, por 2 ou 3 anos letivos.

Os números da oferta de escola não surpreendem Vítor Godinho, responsável da Fenprof pelos concursos de professores. “É a prova de que há mesmo falta de professores. O ministro da Educação anda a negar a realidade. Há 7 anos que dissemos isto, mas nada foi feito”, considera.

PORMENORES
767 horários sem procura

Pelo menos 767 dos 803 horários dos grupos de recrutamento já estiveram em oferta nas reservas de recrutamento. Ou seja, são lugares com 8 ou mais horas de componente letiva que não tiveram candidatos.

Envelhecimento
A classe docente tem envelhecido nos últimos anos, com a média de idades a cifrar-se nos 54 anos no Pré-Escolar. “Vai ser um problema, pois um terço dos professores dentro de 10 anos está na reforma”, alerta Manuel Pereira, da Associação Nacional de Dirigentes Escolares.

Perfil do Docente
Segundo o ‘Perfil do Docente’, relativo a 2018/19, havia 3102 professores de Informática no ensino público. O grupo do 1º Ciclo era o que tinha mais docentes (24 540), seguindo-se os de Português (9238) e Educadores de Infância (8354). Esta segunda-feira assinala-se o Dia Mundial do Professor.

Fonte: CM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here