Home Notícias Professores “Não São Atores De Cinema” E Criticas Nas Redes Socias São...

Professores “Não São Atores De Cinema” E Criticas Nas Redes Socias São “Mesquinhas”

9389
16

Subscrevo as palavras de António Costa e reitero a recomendação que deixei no dia de ontem…

Aos Críticos Dos Professores Do #EstudoEmCasa, Apresentem-se Amanhã Na RTP Às 9H00…


O PM agradece, no Parlamento, aos professores o esforço que as aulas à distância implicam, e deixa uma mensagem aos professores da telescola, avaliados agora por “centenas de milhares de pessoas

Carreguem aqui para aceder ao áudio.

16 COMMENTS

  1. Eu sou dos que critico a forma, não o conteúdo. Dito isto, espero que tenha visto as aulas de português do 1 e 2 ano onde se misturou a letra de imprensa com letra manuscrita sem cuidado algum. O professor é o modelo; como pode ou vai o aluno aprender corretamente a caligrafia com esta forma de escrita manual?

    • Não importa misturar a letra de imprensa e manuscrita. Se for, por exemplo ao Canadá, USA, Suiça, todos escrevem com letra de imprensa. Abram o mundo aos meninos. O meu marido leciona o 1.º ciclo e gostou muito da forma como foi lecionado o português. Privilegiar a leitura é fundamental. Excelente o trabalho que os colegas fazem, sobretudo a português e francês do 3.º Ciclo, não conseguiria NUNCA fazer melhor. Acabem de criticar os pormenores e olhem para o geral.

    • Relativamente à pateta justificação apresentada pelo primeiro-ministro quando diz que os professores não são atores de cinema, o Alexandre não é do entendimento que o ator de cinema, perante o erro científico evidente na cena, não deve ser tolerado? Eu acho que sim. Porquê? Porque não é professor.

        • E qual é o problema de haver revisão (take 2)?
          O caro Alexandre vai com toda a certeza desculpar-me mas ainda não respondeu à pergunta: é sensato o primeiro-ministro de Portugal apelidar de crítica cruel e mesquinhez a quem denuncia que 49 não é igual 41?

          • Não, mas não foi apenas por causa disso. E depende da forma como foi feita a critica… por aquilo que li, ninguém me contou, houve críticas que passaram o limite do razoável.

          • Mais uma vez de acordo Alexandre.
            É verdade que algumas críticas são mesquinhas e cruéis e que, por isso mesmo, não deveriam ter sido proferidas. Mas veja lá se encontra algo no discurso do primeiro-ministro sobre as críticas feitas ao conteúdo!? Não encontra e ficava-lhe bem. E olhe que a tentativa de o esconder é propositada, não sejamos ingénuos.

      • Não vi, uma falha, certamente, pelo estado de espírito, não temos o hábito de estar à frente de uma câmara de filmar. Se o professor errou não foi por motivos de sabedoria. DENUNCIAR, que piada!!!

  2. Típico do povo mesquinho que gosta de criticar sem nada de bom acrescentar ao mundo. Parabéns à todos os que de alguma forma ajudam e apoiam que continua a dar o corpo às balas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here