Home Escola Professores de Matemática não conseguem dar a matéria toda de 10.º e...

Professores de Matemática não conseguem dar a matéria toda de 10.º e 11.º ano

898
3

Por isso é que eu ouço colegas de matemática queixarem-se que precisam de mais horas. Mais horas??? O problema não está nas horas, o problema está no programa.

O secretário de Estado João Costa prometeu indicar quais as matérias essenciais, um remendo digamos assim para evitar uma reforma profunda dos currículos que levaria anos a ser concluída. Mas estas alterações tardam em ser massificadas e a chegar ao ensino secundário, alterações que certamente  irão mexer nas estruturas dos exames. E como a água que corre sempre para o mar, no ensino tudo corre para os exames. O ensino secundário precisa de levar uma volta e se é verdade que os exames trouxeram um sistema de monitorização e de certificação de aprendizagens, também é verdade que trouxeram muitos vícios e que muitos questionam. Deverá a escola ser uma fábrica de aprendizagem, escrava de comparativos internacionais que se restringem a um grupo de alunos e a um grupo de disciplinas?

Voltando aos currículos, quem os fez esqueceu-se que é necessário tempo para a exercitação e consolidação de conteúdos.

A associação de professores de Matemática tem vindo a avisar sobre o problema dos currículos, aviso que infelizmente não é exclusivo da Matemática e do ensino secundário.

A Associação de Professores de Matemática (APM) sempre apontou o dedo ao programa e às metas curriculares de Matemática A do 10.º e 11.º anos do Ensino Secundário, aprovado em 2014 e aplicado no ano letivo de 2015/2106. Comparou-os com outras realidades, nomeadamente em relação ao que é feito nos Estados Unidos, França, Inglaterra e Singapura, e afirmou que esse programa “é extenso, incompatível com a carga letiva atribuída, e com um nível de abstração e formalização acima de qualquer outro programa internacional”. 

Nos últimos dois anos, a APM percebeu que havia dificuldades na gestão deste programa através do que escutava de professores, de escolas, de pais e encarregados de educação, e quis perceber o real estado da situação. Preparou um questionário sobre o assunto e entre maio e junho recebeu 562 respostas de docentes de todo o país, ilhas incluídas. Os resultados confirmam os seus receios. “A lecionação do programa, na grande maioria dos casos e com expressão nacional, apresenta atrasos substanciais”, revela a APM.

Professores não conseguem dar toda a matéria de Matemática do 10.º e 11.º anos

(Educare)

3 COMMENTS

  1. …nem interessa, se não depois quem é que recorria aos explicadores particulares? mesmo os alunos não estão interessados em aprender nas aulas, gostam mais é de pagar por fora! exceção é essa ideia magnífica de juntar numa turma só os melhores alunos, de preferência que tenha alguns filhos de professora!

  2. É todo um negócio!
    Interessa às Universidades, que não têm que se preocupar com a seleção dos alunos, a muitos professores, que se limitam a dar o programa, e, principalmente, ao mercado paralelo das explcações, que ninguém vê, nem ME (alteraria logo os programas de modo que os alunos pudessem aprender), nem MF ( milhões de rendimentos não tributados).
    É tempo de termos um Ensino Secundário e não um ensino preparatório para exames de acesso à Universidade!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here