Home Escola PROFESSORAS!!! Onde andais?

PROFESSORAS!!! Onde andais?

77
1

Na sequência do artigo Blogosfera Do(c)ente, do “Quintal” do Paulo Guinote , a nossa colega Anabela Magalhães proferiu um lamento que me deixou a pensar e do qual mostro um excerto.

Lamento por me ver só, eu, professora, na blogosfera docente, sendo que a profissão que exerço é campo predominantemente feminino. E esta constatação é, igualmente, um sintoma da doença espalhada em nós.

GirlPower_2012Não deixa de ser estranho, que numa profissão constituída maioritariamente por mulheres, estas sejam residuais na blogosfera. E apesar de não ter feito nenhum estudo em particular, na altura em que enviava emails para as escolas, notei que as chefias têm muitos homens, comparativamente com o universo existente.

Aliás, se olharmos para outras altas esferas, podemos constatar que, a FENPROF, a FNE, a ANDAEP, o CNE, o CE, o IAVE, a DGESTE e mais uns quantos, são todos presididos por homens. A própria tutela foi(é) ministrada principalmente por homens.

Eu e muitos dos que estão a ler este artigo andam diariamente nas escolas. E como eu devem sentir que a escola não vive um ambiente sexista. Homens e mulheres coabitam em igualdade de direitos, mas por um mistério qualquer, é notório que, mais uma vez tendo em conta o universo existente, vê-se muitos homens em chefias intermédias e superiores.

No mundo digital é igual, se repararem bem, os principais grupos para professores no facebook são administrados por homens, e nos blogues a Anabela é uma loba solitária…

Algo está a inibir as nossas mulheres, as nossas mulheres professoras. Se a afirmação feminina ainda depende de vergonhosas quotas em diferentes áreas da sociedade, se ainda muitas mulheres precisam de comemorar o dia da mulher para se sentirem livres, também é verdade que existe uma inibição (in)consciente que vem de lugares obscuros e que para mim e para a Anabela são um autêntico mistério.

Está na altura das senhoras deste mundo educativo e de outros mundos também, rebentarem com as suas amarras e preconceitos e se afirmarem de vez enquanto principal força social. Não por compaixão, mas pela qualidade do seu trabalho.

E quem vos escreve até é um “gajo” caramba 😉

1 COMMENT

  1. MLR uma ex professora do 1ºciclo, (ex anarquista diz-se) foi a maior inimiga das professoras e arrasou a sua capacidade de reação perante o quadro negro que se seguiu… não esquecermos e os frutos podres estão ai.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here