Home Notícias Professora Sónia Moreira vence Global Teacher Prize Portugal 2020

Professora Sónia Moreira vence Global Teacher Prize Portugal 2020

780
0

O projeto Coopera, que Sónia Moreira criou em 2016, foi a rampa de lançamento para se tornar na melhor professora de Portugal. É professora primária no Agrupamento Escultor António Fernandes de Sá, em Vila Nova de Gaia, e é a vencedora do Global Teacher Prize Portugal 2020, anunciado esta sexta-feira numa cerimónia que aconteceu via Zoom.

Foi com a emoção à flor da pele que a docente agradeceu o trabalho de reconhecimento “à classe mais importante do planeta”.

Apaixonada por explorar a arte de aprender, esta professora primária, depois de 23 anos a ensinar os petizes, decidiu dedicar-se a estudar, para começar uma nova trajetória como formadora de professores. O Projeto Coopera percorre várias escolas e, desde 2016, já teve um impacto direto em 60 professores, 29 turmas e cerca de 730 alunos. O objetivo é só um: promover o sucesso escolar através da disseminação de práticas pedagógicas inovadoras e inclusivas. Sónia Moreira baseia-se na metodologia ativa da Aprendizagem Cooperativa, que rompe com os paradigmas de sala de aula, altera a disposição do mobiliário para criar diferentes espaços de aprendizagem dentro e fora da sala, e leva esse conceito a várias escolas pelo país.

O prémio, anunciado por Maryia Gabriel, Comissária Europeia para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, quase roubou as palavras a Sónia, que agradeceu poder “representar a classe de professores, sem a qual não existia educação”. Mais do que seguir programas, a docente é defensora de dar “competências sociais e psicológicas” aos alunos. “Estou aqui a representar todos os professores que acreditam que todos os dias podem inovar, construir e fazer cada dia de cada aluno um dia feliz”, disse.

“Trabalho em diferentes partes do país, vejo o trabalho maravilhoso que se faz, promovendo uma educação inclusiva, procurando chegar a todos o melhor possível”. Com o seu projeto, incentiva a que os professores de todo o país usem todo o tipo de recursos tecnológicos e físicos para ensinar. “É uma honra estar aqui a representar todos os professores que acreditam ser possível promover uma educação de qualidade neste país”.

A vencedora, entre os cinco finalistas, da 3ª edição do prémio em Portugal vai receber 30 mil euros e ficar com acesso à próxima edição mundial do prémio. Também houve professores reconhecidos com menções honrosas. A novidade foi a Menção Honrosa “Adaptação e Inovação do Ensino à Distância” que foi para Ângela Morais, professora de Educação Musical no Colégio Atlântico no Seixal. E a Menção Honrosa “Sustentabilidade Social” foi para Ana Mendes, professora de Educação Moral e Religiosa no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, em Famalicão, que dá também aulas de Educação Ambiental a alunos com necessidades educativas especiais.

Os vencedores deste ano foram escolhidos entre 116 candidaturas. Considerado por muitos o prémio Nobel do Ensino, o Global Teacher Prize é uma inciativa criada em 2015 pela Fundação Varkey, com o intuito de celebrar e reconhecer o papel dos professores em todo o Mundo e divulgar metodologias de ensino. Em Portugal, o programa vai na sua terceira edição. Desde 2018, já foram envolvidos mais de 310 professores e distinguidos mais de 60 projetos educacionais.

Fonte: JN

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here