Home Escola Professora Agredida Leva Processo Disciplinar E Agressora É Condenada Em Tribunal

Professora Agredida Leva Processo Disciplinar E Agressora É Condenada Em Tribunal

13079
12

(Exclusivo ComRegras)

Na sequência da denúncia publicada pelo ComRegras “Direção Ignora Professora Ameaçada, Insultada, Perseguida E Filmada Por Aluna”recebi um email de outra professora denunciando outro caso, mas ainda mais perverso. Além da professora ter sido agredida por uma encarregada de educação e respetiva amiga, a direção da escola decidiu abrir um processo disciplinar à professora tendo esta sido condenada com pena suspensa.

Na descrição consta também que a professora não teve qualquer apoio por parte do Ministério da Educação tendo custeado do seu bolso todas as despesas associadas ao processo.

A justiça deu-lhe razão, tendo condenado a agressora com uma pena que no meu entender é demasiado leve e que não serve de exemplo para a sociedade em geral.

As marcas emocionais não têm preço e a falta de apoio da sua escola deve doer mais do que qualquer bofetada.

Mais uma vez o texto será publicado sobre a forma de anonimato a pedido, mas esclareço que o email recebido está devidamente identificado.


Bom dia!
Tenho seguido com atenção todas as denúncias de agressão feitas no site .
Estou plenamente convencida que só com atitudes firmes e “agressivas” por parte dos professores é possível reverter a situação.
Relativamente às perseguições e o bullying vividos  pela professora,  tem que fazer queixa na polícia e não na inspeção geral que acabará por a condenar falseando declarações !
Fui vítima de agressão em sala de aula por uma encarregada de educação e uma amiga em maio de 2018 que me acusavam de racismo , quando a sanção  de falta disciplinar aplicada à aluna, enquanto diretora de turma, tinha como origem um caso de violência física e  verbal feita a um colega em plena realização de um teste.
Fiz queixa na polícia  e  em fevereiro de 2020,  pelo menos a encarregada de educação acabou condenada por injúria agravada e ao pagamento de indemnização de 1900€ e a 100 dias de multa a 5,50€.
Foi um processo muito penoso ,que se prolongou por todo o ano letivo de 2019 , porque da parte da direção  houve a tentativa de  ilibar a aluna ( 11º ano e 17anos), o que aconteceu porque não sofreu qualquer sanção , e pressão para eu retirar a queixa  instaurando-me um processo disciplinar que culminou com a penalização de pena suspensa de 309 de multa!
Sendo o resultado de interpretação abusiva e falsa da parte  do inspetor do processo  que apesar das tentativas não me conseguiu demover  dos meus propósitos e prosseguir com o processo em tribunal.
Para todos os colegas que tenham que enfrentar  processos idênticos ,para além de terem de custear as despesas judiciais e com advogado, recomendo que tenham testemunhas confiáveis e prestem declarações sólidas . (colegas ,alunos e auxiliares educativos).Muito obrigada a todos que me ajudaram!
Têm de ter muita calma  e saúde de ferro! No meu caso já com limitações dos 62 anos e 39 anos de serviço.
Procurar ajuda psicológica e afastar-se do local de trabalho durante algum tempo.
Na minha opinião as “lamúrias” na comunicação social só contribuem para desprestigiar os professores !!
Por este motivo e para preservar a minha privacidade peço que a divulgação do meu depoimento seja feita de forma anónima!
Obrigada pela atenção.

12 COMMENTS

  1. Deveria pedir responsabilidades a quem não esteve à altura dos cargos que desempenha. Como é possível tanta incompetência, tanta falta de brio e, sobretudo, tanta falta de ética. O problema é a frequência de ocorrências idênticas!

  2. Questiona-se também se o restante corpo docente tomou ou não tomou uma posição sobre o assunto? E já que algumas direcções pouco ou nada fazem só com uma movimentação colectiva e solidária se poderá estancar situações destas sabendo que também os sindicatos pouco fazem. No dia em que houver coragem, mas coragem a sério, para haver uma paralização do corpo docente de uma escola que tenha um colega numa situação destas talvez as coisas mudem?

  3. Lamentável. Apresentada como está a notícia tudo indica
    que a matilha se juntou para isolar, humilhar
    e abater o alvo.

  4. A classe docente nunca foi unida.por isso, não esperem solidariedade e tanto os diretores, como a tutela sabem disso. E ainda há os que chibam os colegas. É um terreno pantanoso e muito perigoso. Eu relativamente ao email que a colega pediu para ser publicado, só tenho a dizer que não me conformava com a decisão e recorria a outras instâncias, até porque as direções não têm poder para aplicar tais penas , ou então desculpem, a história está mal contada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here