Início Escola Professor Ameaçado De Morte

Professor Ameaçado De Morte

4796
1

Indisciplina nas escolas: as ameaças a professores

Hoje vai ser um artigo curto, até porque não tenho disposição para mais, com um caso pessoal que fala por si: recebi ameaça de morte, ameaças à família com imagem pornográfica associada, ameaças à propriedade, anónimas, enviadas de um email identificado, pertencente a um aluno de outra turma, que, presumivelmente, deve ter deixado o email aberto e os autores das ameaças aproveitaram para o usar enquanto estavam a ter aulas numa sala com computadores.

O caso foi comunicado à direção e apresentada queixa no órgão policial da zona. A direção agiu e abriu um inquérito.

Um professor a 3 anos da reforma no final do ano letivo sofre na pele este acontecimento, não tendo ao longo da sua carreira de trinta e muitos anos tido outro caso grave. Tive uma vez o carro riscado, mas não foi pessoal, foram vandalizados todos os carros estacionados em frente à escola secundária onde lecionava na altura.

Quis divulgar este caso, porque o ComRegras tem um contador de agressões, que aparentemente não contabiliza as agressões verbais e as ameaças, como é o caso, mas que também deviam ser contabilizadas.

Além disso, para a opinião pública é importante divulgar o que o ser professor implica.

Senti uma grande frustração pelo que aconteceu, nessa noite tive de recorrer a um químico para poder dormir, tal era a minha revolta. No dia seguinte custou-me enfrentar a turma. É isto que contribui para o burnout.

Hoje era só isto que queria trazer para reflexão de todos.


Nota: este texto foi enviado para o blogue, mais uma vez com pedido de anonimato. Relativamente ao contador de agressões não incluir ameaças verbais, deve-se à dificuldade que seria incluir uma porção significativa das ameaças que ocorrem um pouco por todo o país. Uma agressão é muito mais difícil de esconder, logo o número de ocorrências estará mais próximo da realidade, além de ser o caso mais extremo de agressão. Não quero dizer com isto que o que se passou com este professor deva ser desvalorizado. Esta publicação serve exatamente para alertar que a violência verbal sobre professores é bastante superior à violência física.

Uma ameaça de morte a um professor, merece uma reação por parte da escola e queixa correspondente nas autoridades. Quem vos escreve percebe bem o sentimento, até porque já passou pela mesma experiência, não tendo no entanto tido o discernimento e maturidade para apresentar queixas nos locais apropriados.

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

  1. Estes são os filhos de uma geração pouco educada e que se demite de educar, da geração dos direitos mas que ignora os deveres; de uma comunidade que não o consegue ser porque os cidadãos se transformaram em consumidores, os alunos em clientes!
    A violência escolar é um problema cuja solução está muito para além dos seus portões. Se as famílias se demitirem de educar e cuidar, a escola pouco pode fazer. Individualistas e sem compaixão, assim foram criados,aplaudidos, com mérito e sem ele, centros do mundo, mas vazios de esperança porque incapazes de autodisciplina, de vontade. Um ótimo território para a violência medrar!
    Hoje somos professores, mas os pais são pais para uma vida. Quando um aluno desrespeita um professor é porque também já o faz em casa. Não é por acaso que as agressões aos pais também têm aumentado!
    Como disse José Mário Branco, o futuro trará muito, muito sofrimento. Pessimista? Não creio, foi um homem que nunca se rendeu, nunca desistiu de lutar pelo seu ideal, com uma liberdade que nunca se deixou aprisionar por dogmas e fanatismos, por isso ganhou respeito, à esquerda e à direita, ou seja, de todos os que amam a liberdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here