Home Notícias Prazer e Sexualidade… no Pré-Escolar???

Prazer e Sexualidade… no Pré-Escolar???

414
1

Eu sou um ignorante quanto ao pré-escolar, mas sou pai e não foi assim há tanto tempo que a minha filha esteve no dito. Por isso, foi com alguma estupefação que vi a capa do JN. Prazer e sexualidade no pré-escolar??? Qualquer leigo na matéria ficaria indignado, e foi essa a minha reação matinal…

Mas depois fui ver o referencial e como podem constatar a partir da página 70, não é assim tão descabido pois está muito distante do estereótipo sexual que nós adultos conhecemos.

A Dra Inês Marques, dos nossos parceiros da Oficina de Psicologia, confirma essa ideia.

A sexualidade não se esgota em relações sexuais. Falar de forma simples da anatomia do corpo das meninas e dos meninos, falar de afectos, como carinho, amizade, amor e respeito, é falar de sexualidade. E isso faz todo o sentido desde a idade pré-escolar. Quanto mais tabu é um tema, mais as crianças olham para ele como algo sobre o qual não é suposto falar-se ou fazer perguntas para esclarecer dúvidas… ficar à espera do “momento chave” para abordar certos assuntos, pode ser perigoso. Portanto, o melhor é descomplicar, estar atento à natural curiosidade das crianças e fornecer-lhes respostas verdadeiras e numa linguagem simples, adequada à sua capacidade de compreensão.

Quanto à abordagem à temática do aborto no 5º ano, julgo que é todo pertinente. Dou aulas num meio onde todos os anos surgem adolescentes grávidas, curiosamente algumas filhas de mães que também engravidaram muito novas. Parece-me por isso lógico aconselhar, quem está na pré-adolescência, dos riscos do aborto e que este não deve ser encarado como um método contracetivo.

Mas fica o aviso, já chega de colocarem os professores a falar sobre determinados assuntos sem terem formação específica. Não somos “pau para toda a obra”, existem especialistas que devem abordar estas temáticas. Já chega o ridículo do cumprimento inflexível de 16 tempos para a Educação Sexual ao longo de um ano letivo, sim tem mesmo de ser 16 tempos, não pode ser 14, 15 ou 17…e todos os anos é ver os diretores de turma a “implorar” aos seus colegas para atingirem a meta estabelecida…

Fica o referencial para consultarem e o link da notícia

Aborto vai ser matéria para alunos do 5.º ano

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?
Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [1.23 MB]

 

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here