Home Concursos Por que razão vão abrir mais vagas de quadro para professores?

Por que razão vão abrir mais vagas de quadro para professores?

113
0

A estabilidade profissional é o principal objetivo de quem é professor contratado. A título pessoal posso afirmar que o dia em que entrei para o quadro, foi um dos momentos mais felizes da minha vida mesmo que tenha ficado a 400 km de casa. A perspetiva de estabilidade laboral e progressão salarial deixaram-me naturalmente aliviado, mas afinal as coisas não correram bem assim como infelizmente todos sabemos…

No entanto, a verdade tem que ser dita, no tempo em que concorria, muitos foram aqueles que não entraram para os quadros por mera opção. Os motivos podiam ser vários mas centravam-se principalmente em dois: a existência de um segundo emprego e manter a proximidade com a família. Atenção que não estou a fazer uma crítica, compreendo perfeitamente os motivos e não sou daqueles que afirma que os contratados choram lágrimas de crocodilo. São opções e devem ser respeitadas.

Hoje a realidade não é bem assim, a partir do momento que a aposta da tutela passou por uma redução significativa do número de professores, a escolha simplesmente desapareceu. Os motivos apregoados são sobejamente conhecidos – contenção salarial e diminuição do número de alunos. Mas vamos por partes…

Diminuição do número de alunos

É verdade, ela existe, e se repararem nos quadros vão constatar o óbvio.

matriculados ensino básico

Matriculados Secundário

Ou seja, desde o ano que a Troika prestou a sua “assistência” – 2011- o número de alunos, incluindo os diferentes ciclos e modalidade de ensino, passou de 1 milhão 550 mil e 57 alunos para,  1 milhão 363 mil e 72 alunos, em 2014, perfazendo uma redução de:

– 186,985 alunos

– 12,1%

Mas se analisarmos o número de professores em exercício

Professores em exercício

Verificamos que no mesmo período, passou de 174 mil 953 professores, para 141 mil 250 professores, ou seja, uma redução de:

– 33,703 Professores

– 19,3 %

Eis a prova de que a tutela não precisava ir tão longe na sangria dos professores. O que se conjetura agora, é uma ligeira inversão, e as ondas de choque ao estudo do ComRegras sobre indisciplina indiciam uma efetiva diminuição do número de alunos por turma, o que levará a um aumento natural da contratação/vinculação de professores.

Contenção Salarial

Como podem verificar no quadro seguinte, a despesa com a educação baixou. Porém, tendo em conta que estamos congelados há cerca de 10 anos e que os atuais contratados ganham tanto como um professor de quadro de 1º escalão, ter estes a contrato ou no quadro, a despesa é ela por ela. O problema está no futuro e na eventual progressão dos professores, mas é algo que se coloca apenas a longo prazo, não devendo por isso preocupar este ou outro governo, pois normalmente sofrem de vistas relativamente curtas.

despesa em educação

Mas existe mais um fator que será determinante para uma maior entrada de professores nos quadros. É que a idade não perdoa…

A Idade dos Professores

Envelhecimento docente

É que sobe mesmo a pique não sobe? Os dados são tão claros que estão na “cara”, e se somarmos a este gráfico a intenção da esquerda que apoia o governo de reformar os professores aos 40 anos de serviço, algo vai mudar e depressa… Só para que conste, o aumento de 2011 para 2014 do índice de envelhecimento docente foi nada mais nada menos que:

+ 132 % 

São estes os motivos que provavelmente levam César Paulo da ANPVC a estar tão otimista conforme se pode ler nas suas afirmações.

Esta é também a expectativa de César Israel Paulo, porta-voz da Associação Nacional de Professores Contratados (ANPVC): “O Ministério este ano teve de fazer uma vinculação curta. Entendemos que só é tão pequena porque o Ministério considera que o sistema de vinculação não é justo”, disse ao DN, confiante de que, no próximo ano, “poderemos ter uma grande vinculação, talvez uma das maiores graduações de sempre em Portugal, para acabar com a precariedade”.

Só que a posição do ME é inteligente e pelas vias das dúvidas não se compromete.

“só será possível com uma alteração da lei com vista a encontrar soluções e critérios mais justos – que estamos a estudar – e após análise do impacto orçamental dessa medida”

Mas tendo em conta que a atual conjuntura política está claramente mais favorável, a ver vamos se as novidades serão boas e que finalmente se faça justiça a tantos e tantos profissionais dedicados.

E já agora, que se acabe com esta palhaçada de concursos intermédios e específicos para isto e para aquilo e coloque-se tudo no mesmo saco.

Fica a notícia do DN

Nove mil professores com mais de dez anos de serviço sem vaga no quadro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here