Home Rubricas A perversão do politico-gestor-público

A perversão do politico-gestor-público

250
0
Os governantes são perversos e desrespeitadores da dignidade humana. Entre muitos exemplos, veja-se o que acontece na educação:
Um(a) psicólogo(a) é colocado com contrato a termo até dia 31/08. A partir desse dia, o contrato caduca e tem de ser paga uma indemnização pela caducidade; inscreve-se no centro de desemprego e é pago o subsidio; abre vaga outra vez, concorre e é colocado muitas vezes no mesmo sitio onde trabalhava. Pelo meio perdeu-se meses de continuidade de trabalho. Poupança financeira? Nenhuma. Então qual a vantagem para o governo? Não cria vínculo laboral a termo indeterminado. Conclusão? O governo paga para não estabelecer nenhum vínculo jurídico, mantendo uma precariedade encapotada.
É esta a gestão social e financeira dos governos…
Mário Silva

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here