Home Concursos Permutas para professores contratados?

Permutas para professores contratados?

4676
2

Em igualdade de circunstância só vejo vantagens. A roleta dos concursos por vezes é madrasta e as permutas podem dar alguma dignidade a quem galga quilómetros todos os anos. Tenhamos a consciência que há colegas que gastam centenas de euros em combustível todos os meses. Enquanto existem médicos que têm incentivos para trabalhar no interior, juízes que usufruem de casas pagas por todos nós, os professores são “castigados” pela sua necessidade em trabalhar.

A lei da oferta e da procura é uma chatice e dita as suas leis.

E será viável? Sim, como referiu o Ricardo Gomes no Professores Lusos, a tecnologia já existe, basta haver vontade em aplicá-la e não se assustarem com mais uma tarefa a cumprir pela máquina dos concursos.

Que a esta boa ideia do SIPE se juntem outros. É uma causa pela qual vale a pena lutar e que pode fazer a diferença a muitos professores e suas famílias.

Professores equilibrados são melhores professores…

Sindicato Independente dos Professores quer que docentes contratados possam fazer permutas

(LUSA por DN)

“Por que razão um professor do Algarve com horário anual e completo não pode permutar com um professor de Viana, por exemplo? É mais uma vez um inexplicável entrave à qualidade de vida profissional e pessoal dos professores” refere.

Segundo Júlia Azevedo, devia ficar contemplada a hipótese neste diploma de os professores contratados permutarem desde que o queiram e desde que tenham horário anual e completo.

“O vencimento é igual, o patrão é igual. Não faz sentido não poderem trocar a aproximarem-se”, disse.

Noutros concursos, explicou, era possível mas dependia de uma circular e na da presidente do SIPE, não faz sentido fazer depender esta questão de uma circular.

 

2 COMMENTS

  1. Assunto que TODOS os sindicatos deveriam defender. Queremos trabalhar, se for perto de casa melhor!!!

  2. Proibir esta possibilidade deve ser ilegal. Os professores contratados são comidos de todas as formas. Somos tratados abaixo de cão. A UE aprovou agora medidas para os trabalhadores itinerantes que incluem horas de estrada como horas de trabalho e nós andamos todos os anos a fazer 400 kms, a mudar de casa sem haver um controlo de rendas ou qualquer ajuda. Somos explorados pelo mercado imobiliário e fodidos pelo governo que inexplicavelmente nos impede de fazer permutas. Surreal. Esperem pelos votos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here