Home Vários Perdi mais um…

Perdi mais um…

88
2

abandonoMais uma semana que termina, uma semana fértil em acontecimentos que vão sendo comuns e repetitivos. Desde uma aluna que diz que vai abandonar a escola, um aluno que diz que não vai mais às aulas do professor “x”, porque diz que o professor é “maluco”, desde a “amiga” que ameaça que vai enviar fotografias ao namorado por esta andar a meter-se com outros, o aluno que amua e recusa realizar tarefas, o pai que vem fazer queixa dos assistentes operacionais/professores, os palavrões, as brigas, as participações, os processos, enfim… vai sendo assim a minha semana e a de muitos professores por este país fora, é um padrão que já nem me afeta pois tornou-se rotineiro, banal…

Mas o que ainda me incomoda, é investir tanto tempo num aluno, ter tantas conversas com ele, ser um escape para toda a porcaria que gira à sua volta e quando estamos perto de cortar a meta, dizer que não quer mais, desaparece e ignora todas as chamadas que lhe faço.

Esta coisa do abandono tem o nome apropriado, pois quando um aluno abandona, não abandona apenas a escola, abandona a resiliência, a força de vontade, a determinação… É como se rasgasse o bilhete dourado que lhes permite ter uma vida melhor, diferente daquela que têm em casa.

É um problema quando o aluno até quer, mas o meio, a turma, os namoricos, lhes fazem atirar a toalha ao chão. São fracos de espírito, por culpa própria ou por quem não lhes fortaleceu o mesmo, mas a verdade é essa, são fracos de espírito. Se calhar estou a ser cruel, mas estou frustrado, zangado, cansado… Muitos são os que ultrapassaram a adversidade e hoje têm sucesso.

O que faltou fazer? O que ficou por dizer? Se tivesse feito de outra maneira? Onde falhei? Onde falhámos?

É inevitável puxar o filme atrás e questionarmo-nos se estivemos à altura e se podíamos ter feito algo mais. É legitimo, pois o abandono é também um sinónimo do nosso fracasso…

Talvez alguns já estejam imunes aos que caem, que são apenas estatísticas, números de abertura de telejornal, mas eu e muitos, muitos como eu ainda nos importamos.

Que coisa esta!!! Que pais são estes??? Que miúdos são estes??? Que sociedade é esta??? Porra, pá!!!

Tanto tempo, tanto tempo e mesmo assim faltou tempo para lhe dar tempo…

Infelizmente não se fará luto, pois 2ª feira virá o próximo… há sempre um próximo…

Bom fim de semana.

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here