Início Escola Para O Ano Podemos Ter Aulas Noturnas Às 8h30 Da Manhã

Para O Ano Podemos Ter Aulas Noturnas Às 8h30 Da Manhã

1406
1

Imaginem acordar de noite…

Imaginem ir para a escola de noite…

Imaginem começar as aulas de noite…

Imaginem começar uma aula de noite e ver o nascer do sol…

Agrada-vos esta ideia?

Em breve Portugal vai ter de decidir se quer manter a hora de Verão o ano todo, ou se quer continuar com a alternância do horário de Inverno e de Verão. Digo hora de Verão pois foi a preferência da maioria dos portugueses.

Esta questão não é um pormenor, é bastante relevante para o desempenho escolar. Não acredito que uma aula que comece de noite tenha o mesmo rendimento que uma aula que começa de dia. É antinatural, não é suposto para o ser humano trabalhar ou estudar durante a noite, somos seres com uma ligação muito próxima com a luz solar e agimos em conformidade.

Além disso, existem muitos jovens que vão a pé para a escola e fazer esse percurso de noite, com o frio do inverno, não me parece muito prudente.

Sim, também gostaria de ver o sol pôr-se às 18h30 em vez das 17h30, e sim, podem sempre argumentar que muitas escolas têm o último turno com noite escura. Só que uma coisa é começar as aulas de noite, outra coisa é acabar as aulas de noite.

Se optarmos pelo horário de Verão, que haja o bom senso de adiarem o início das aulas para as 9/9h30.

Alexandre Henriques


São os horários que podem dar cabo de nós e não a hora legal

Seja qual vier a ser a decisão final da União Europeia a propósito da mudança de hora duas vezes por ano, há um problema derivado daquilo que fazemos com as horas que se manterá inalterável, embora as suas consequências se possam vir a agravar em função do que decidir Bruxelas.

Na madrugada deste domingo, há uma hora que fica pelo caminho com a entrada em vigor do horário de Verão, que começa por se adiantar o relógio 60 minutos, um ritual que vai continuar pelo menos até 2021, bem como o seu inverso no Inverno.

Já o problema que se manterá sem resolução tem a ver sobretudo com o modo como o estudo e o trabalho estão organizados ou melhor, com os horários maioritários a que estamos sujeitos por decisão dos Estados e das empresas. E que, sobretudo nos últimos anos, têm vindo a ser postos em causa por cientistas nacionais e estrangeiros já que o seu cumprimento vai contra “ritmos biológicos”, que ainda são dominantes.

Por exemplo, a partir da puberdade “os ritmos do organismo deslocam-se para mais tarde e paradoxalmente é a partir desta altura que as aulas passam a começar mais cedo, tipicamente às 08H30”, aponta a psicóloga e investigadora em sono Ana Allen Gomes.

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here