Home Família Pai, não conheço ninguém na escola nova. Tenho saudades dos meus amigos

Pai, não conheço ninguém na escola nova. Tenho saudades dos meus amigos

452
1

Quando uma criança experiencia mudanças na sua vida, desde uma mudança de casa a uma mudança de escola, e mesmo quando essas mudanças são muito desejadas, tal implica sair de uma zona de conforto e o afastamento da rede de suporte que seria o núcleo de amigos. Por esse motivo, as preocupações e os receios são naturais: “Quero voltar para a escola antiga. Tenho saudades dos meus amigos”. “Como vou fazer novos amigos? Com quem vou brincar se não conheço ninguém?”

Não desvalorize os receios do seu filho. O desafio pode ser mesmo grande, uma vez que ainda não tem as suas competências sociais e emocionais totalmente desenvolvidas. É importante que o ajude a gerir o novo desafio com sucesso e prevenir que passe por outras experiências difíceis, como isolar-se, ser excluído das brincadeiras, ser ridicularizado pelos pares, ou começar a ter vergonha e receio de realizar atividades na sala de aula nas quais sinta que está a ser observado e avaliado pelos colegas.

Muito importante:

– Mostre-se disponível para ouvir o seu filho sem o julgar.

– Explique ao seu filho que todos nós, perante mudanças, podemos sentir receio do novo contexto, alguma vergonha em relação a pessoas desconhecidas e questionar se seremos capazes de enfrentar as novas exigências.

 

Converse com o seu filho sobre alguns truques que o poderão ajudar a fazer novas amizades:

– sorrir para os novos colegas e professores;

– evitar ser o último a sair da sala;

– observar os colegas que têm interesses e brincadeiras semelhantes, para que posteriormente se sinta mais confiante para se aproximar deles;

– não ficar sozinho enquanto os outros brincam em grupo, aproximando-se dos colegas, mesmo que não tenha havido um convite formal para brincar;

– não dar ouvidos a pensamentos negativos, como “não sou bom naquele jogo” ou “de certeza que eles não vão querer brincar comigo“;

– respirar fundo, contar até 10 e pensar em algo positivo, quando se sentir mais ansioso.

 

Se o seu filho lhe tem dito: “Não conheço ninguém na escola nova. Tenho saudades dos meus amigos.”, explorem em conjunto o livro “É tão bom fazer amigos” (http://www.arteplural.pt/livros/ficha/crescer-com-pinta-e-tao-bom-fazer-amigos?id=15670324).

 

Inês Afonso Marques

Psicóloga Clínica

Coordenadora Equipa Infanto-Juvenil

Oficina de Psicologia

1 COMMENT

  1. “Pai, não conheço ninguém na escola nova!”- Nem te posso ir buscar ou sequer visitar! Trazer-te também não, não posso trancar-te no carro cá fora à minha espera até que a aula acabe para te ver de novo e cuidar de ti! – O homem que me trouxe e usa barbas não deixa!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here