Início Editorial Pai Da Flexibilidade Curricular E Inclusão Não Vai Para O Parlamento

Pai Da Flexibilidade Curricular E Inclusão Não Vai Para O Parlamento

3040
0

Tiago Brandão Rodrigues foi eleito deputado pelo círculo de Viana de Castelo. Alexandra Leitão será deputada pelo círculo de Santarém. João Costa não entrará no Parlamento pelo círculo de Setúbal, não por não ter sido eleito, mas por nem sequer ter sido nomeado candidato. Na prática, o PS afastou João Costa do Parlamento. Não deixa de ser estranho, tendo em conta que as principais bandeiras educativas desde ciclo de 4 anos foram a flexibilidade curricular e a inclusão. E todos sabemos que o “pai” destas medidas ou o motor de todo este processo, foi exatamente João Costa. A tradição partidária costuma premiar muitos dos membros do Governo com o cartão de “sócio” da Assembleia da República, João Costa não parece ter tido essa sorte, ou simplesmente recusou-a, o que é perfeitamente legítimo e compreensível (e digo isto sem qualquer ironia).

Mas a suspeita fica no ar… Será que estamos perante um sinal de mudança na equipa do Ministério da Educação? Será que se passou alguma coisa menos agradável na equipa do ME?

Não quer dizer que tal aconteça, João Costa até pode ser convidado a ser Ministro da Educação, mas não deixa de ser estranho o afastamento de alguém que influenciou de forma decisiva todo o trabalho realizado nas escolas ao longo destes 4 anos.

Uma coisa é certa, Tiago Brandão Rodrigues, para desespero dos professores, aparenta estar na pole position para Ministro da Educação. António Costa é um claro apreciador da forma de trabalhar/estar do anterior Ministro da Educação. O que até se compreende, tendo em conta que a “Lei de Centeno” é para continuar e convém ter um Ministro fraco, sem capacidade para impor a sua voz no Conselho de Ministros…

Aguardemos pelos próximos episódios.

 

Eis os 230 novos deputados da Assembleia da República

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here