Início Escola Os Professores Têm Duas Semanas De Férias No Natal?

Os Professores Têm Duas Semanas De Férias No Natal?

1895
1

Eu sei, porque já ouvi várias vezes, que muita gente acha que os professores têm muitas férias. Já trabalhei em várias empresas, e o trabalhador que queira descansar na semana de férias entre o Natal e o Ano Novo tem de tirar esses dias de férias, se o patrão deixar. No entanto, nas escolas, poucos são os professores que vão à escola nessa semana. E se vos dissesse que os professores não trabalham na interrupção letiva para compensar as brutais horas extraordinárias que fizeram ao longo do mês de dezembro, à custa do seu descanso, das suas horas de sono, da sua vida familiar e da sua sanidade?

Eu explico: os professores, nas últimas semanas de aulas, têm de corrigir centenas de testes, com toda a seriedade e rigor. Em simultâneo têm de preparar atividades de Nata. Ao mesmo tempo, é necessário preencher grelhas infinitas. E relatórios, muitos relatórios. E quando acham que tudo já está bem encaminhado, chega mais uma grelha, e mais um relatório. E as grelhas têm de ser atualizadas com as notas dos últimos testes e apresentações e trabalhos. E é preciso refletir sobre a nota final. E nunca esquecer o projeto de natal, que varia de acordo com os ciclos de ensino, sendo que no primeiro ciclo dá sempre uma trabalheira desgraçada. Nos outros ciclos, os desgraçados dos diretores de turma já não dormem ao ter pesadelos com atas, atas e atas, de todas as cores e formas. E pautas. 

Agora vem a parte que o público não percebe: este trabalho todo, enorme e pesado, tem de ser feito ENQUANTO OS PROFESSORES CONTINUAM A DAR AULAS a miúdos cansados e fartos. Nesta altura é muito comum ouvir na sala dos professores “Colega, viste o e-mail que te mandei às 3h da manhã?” e o colega responde “O pá desculpa, estive até às cinco a corrigir testes e fazer cotações, e depois dormi duas horitas porque entrei às 8.30”.

Quando os alunos entram de férias, vem a compilação de toda esta informação recolhida na forma de longas reuniões. Ou seja, os professores ainda não se recompuseram das noites sem sono (e nem falo dos fins-de-semana porque não existem) e têm de passar os dias na escola em reuniões (começam bem cedinho e acabam bem tarde). E as atas, já falei das atas? Tem de estar tudo bem feito, com os milhares de anexos certinhos, mesmo quando a cabeça já não aguenta e os olhos já nem abrem (ou se enchem de lágrimas devido ao stress). Ainda faltam as verificações. E finalmente, os professores já têm autorização para ver a família, falar com os filhos que nesses dias loucos ficaram entregues a eles próprios pois era precisa preencher as grelhas, e fazer as atas, e os relatórios….Já falei das atas?

Manuela Martins


Também podem ler este artigo se ainda não o fizeram

A verdade sobre as “férias” dos professores

1 COMENTÁRIO

  1. É certo que alguns têm muito trabalho, mas outros nada de trabalho. Os que vão à escola em serviço não se cortava o subsídio de refeição. Aos outras que estão em casa cortava-se tal como os outros trabalhadores que não vão ao serviço. ainda o Centeno não descobriu isso. Uns merecem essas férias outros não, logo os directores podiam fazer uma lista ou não. toino zei

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here