Home Escola Os pais não querem aturar os filhos, principalmente nas férias.

Os pais não querem aturar os filhos, principalmente nas férias.

578
4

crianças_escola_feriasDepois de ler o que a Confap disse sobre a inclusão das crianças nas escolas durante as férias, dá vontade de perguntar, então afinal quando é que os filhos estão com os pais? Um dos maiores cancros da sociedade moderna é a ausência parental na vida dos filhos por motivos laborais. E quem defende/representa os pais e indiretamente os filhos, devia ter algum cuidado com as afirmações que faz, evitando frases que despacham literalmente as crianças para as escolas, mais uma vez as escolas, sempre as escolas…

Não sou demagogo ao ponto de dizer que os pais que se desenrasquem e pronto, é de facto um problema muito complicado para pais que têm empregos inflexiveis e as empresas não querem saber se a criança fica sozinha, no ATL, na escola ou com os avós.

E o que dizem as crianças? Alguém lhes pergunta o que elas querem? Cá em casa aconteceu algo sui generis, a “piquena” pediu para ficar em casa pois está farta de escolas (ATL), que prefere passar mais tempo com o pai e com a mãe. Felizmente o pai e a mãe têm uma flexibilidade de horário e permite-lhes cumprir a sua função de pais em vez de despejar a criança para não andar aqui em casa a chatear a cabeça…

Mas para aqueles que não têm esta sorte, não são as escolas a solução. Os miúdos estão fartos, vou repetir, ESTÃO FARTOS da escola, e se queremos ter uma escola em que docentes/não docentes mantêm uma relação saudável com os alunos, então é imperativo afastá-los uns dos outros em alturas de pausas letivas.

A Confap fala no aproveitamento de estruturas, até concordo, mas são as estruturas erradas. Existem montes de clubes desportivos, centros recreativos, pavilhões, campos relvados/sintéticos por essas freguesias fora e as autarquias com pouco esforço podem dinamizar essas associações, captando até futuros participantes.

Existem soluções para uma conceção social que está errada, é um mal menor… cabe aos adultos e principalmente a quem tem responsabilidade direta, orientar para um caminho que seja financeiramente comportável, sim, mas que seja principalmente salutar a nível emocional e social. Ou querem que as crianças passem as férias com aulas de apoio e a fazer trabalhos de casa? Já só falta isso…

Fica o link onde constam as palavras da Confap

Famílias e escolas preocupadas por não saber quando começam aulas do próximo ano

Quanto ao calendário escolar, como diz a nossa colega Anabela Magalhães,

A pergunta que agora deixo é… não podia haver estabilidade numa coisa tão “simples” quanto esta?

 

4 COMMENTS

  1. existe por aí tanta rua, campos desportivos, bicicletas, patins, piscinas, campos de férias, associações, bombeiros, praias fluviais, primos, irmãos, avós, amigos da rua/prédio, etc, neste verão disponíveis. Deixem descansar a escola 🙂

  2. Concordo a 100% com esta opinião! A Confap deveria era lutar e exigir medidas políticas e laborais que permitissem aos pais estarem com os filhos durante este período! Já só falta colocar camas na escola e as crianças passam a dormir lá!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here