Home Escola OCDE recomenda tutorias para professores.

OCDE recomenda tutorias para professores.

622
10

A profissão docente “precisa de passar por uma profunda transformação para preparar os estudantes para as novas sociedades em que vão viver e trabalhar”, defende um relatório da OCDE ontem divulgado.

Apesar dos investimentos e reformas feitos nos últimos 15 anos, “a maioria dos sistemas educativos não melhorou os resultados nem preparou melhor os alunos para um Mundo em mudança”.

O relatório defende que introduzir mudanças na profissão docente “deve ser a prioridade para mudar o sistema educativo e adaptá-lo à nova realidade”. Uma das alterações defendidas passa por pôr os professores a colaborar mais uns com os outros, inclusive com tutorias em que docentes mais capacitados apoiam os colegas. Segundo a OCDE, estudos demonstraram que estas tutorias têm consequências positivas nos resultados dos alunos. ”

É preciso criar estruturas em que professores com mais competências são identificados, sendo-lhes atribuídas funções específicas de treino de outros professores, e também ambientes mais informais em que os professores aprendem uns com os outros“, pode ler-se no relatório intitulado ‘Capacitar os professores para promoverem mais igualdade e obterem melhores resultados’.

OCDE quer professores a ensinar os colegas

(Correio da Manhã)

Os professores têm passado por inúmeras dificuldades. Eles têm sido a âncora de uma escola refém de inúmeras vagas educativas, têm lidado com uma indisciplina galopante, sofrem com os efeitos dos cortes nos vencimentos, estão estagnados já passa uma década, envelhecidos, desmotivados e trabalham numa escola menos democrática. Ser professor em Portugal, não é a mesma coisa que ser professor num qualquer país nórdico.

Dito isto, não me choca que os professores tenham um acompanhamento de alguém reconhecidamente mais qualificado. Mas é aqui que começa o problema, os professores titulares e a avaliação de professores, criaram num passado recente fortes guerrilhas internas, pois tinham como principal objetivo, punir e impedir progressões na carreira. Melhorar o desempenho dos professores, passa obrigatoriamente por encarar a crítica não como um sinónimo de incompetência, mas como um processo natural de melhoria.

É verdade que para os professores é difícil trabalhar em conjunto, pois não foi assim que foram ensinados. O ato de dar aulas, continua a ser um ato individual, mesmo que existam partilhas e trocas de opiniões entre eles. Além disso, a personalidade de cada um define a sua tolerância para ouvir e continuar a aprender.

É preciso tempo para preparar professores com o intuito de orientar/acompanhar outros professores. Os professores “senadores” como lhes gosto de chamar, podiam ser importantes nesta matéria, deixando de lecionar antes da idade da reforma e prestarem um apoio não só a alunos mas também a professores.

A experiência não é proporcional à competência, compreendo isso, mas a força, impulsividade, e em alguns casos alguma intolerância dos professores mais novos, pode ser “orientada” por alguém que já dava aulas quando os chegados professores ainda usavam fraldas.

Fica a ideia….

Alexandre Henriques

10 COMMENTS

  1. A OCDE é uma organização económica com uma perspetiva política sobre o Mundo, é feito por indivíduos que têm uma certa ideia para educação : não a perfilho.
    Andreas Schleicher é o coordenador do PISA. O PISA é aquele programa que faz os países mudarem os seus sistemas educativos para subirem em testes ”standard ”… Para se subir no ranking treina-se, muito, os alunos para os testes… O que conta? O que avalia o sistema? Os testes! Em que áreas ? No chamado conhecimento ”sério”! Fico-me por aqui…
    Quanto às tutorias é uma forma de criar grandes guerras entre professores… Se calhar o objetivo é bom, para alguns…

    • Caro Rui Pereira. Por duas vezes tentei falar consigo por email mas sem sucesso, por isso vai por aqui. Tenho constatado que é bastante crítico da minha linha de pensamento, algo que encaro com naturalidade desde que feito com educação que felizmente é seu timbre. Pode parecer estranho, mas quero convidá-lo a escrever para o ComRegras, sou apologista da pluralidade e este espaço deve ser um espaço principalmente de debate e reflexão. Assim teriamos todos a oportunidade de conhecer um pouco melhor as suas ideias que são tão válidas como as minhas.
      Envie-me a resposta para [email protected]
      Obrigado.

      Cumprimentos.

      • Muito obrigado pelo convite. Pela última notícia a questão já não se coloca, até porque não iria escrever de modo gratuito para uma empresa… são as leis do mercado… (o meu tempo também é reduzido)
        Desejo-lhe a maior sorte e continuarei a comentar, mesmo com as muitas gralhas que a rapidez gera, o que me parecer pertinente… assim se mantenha o espírito livre que norteou o projeto ” Com Regras”, e me agradou de sobremaneira.

  2. Uma ideia a considerar, que é favorável aos colegas “senadores”, libertando-os do peso de aulas e burocracias e favorável aos professores mais jovens, dispensado-os do peso de tanta responsabilidade e trabalho também. Mais apoio a alunos e mais diferenciação poderá ser fornecida por estes professores que o pretenderem fazer, com vantagens para os alunos.

    No entanto, o que se passou num passado recente, com os titulares e mais a indignidade com que foi tratada a escola e professores criou tantos anti-corpos que muito dificilmente isto será considerado.

  3. … a não ser que me arranje um contrato milionário… para eu escrever… meia dúzia de linhas mal alinhavadas ! Fale lá com os senhores da empresa para ver se eu saio da minha atividade letiva e passo a mandar crónicas a partir dos trópicos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here