Home Rubricas O trabalho de casa no 1ºciclo

O trabalho de casa no 1ºciclo

525
0

No arranque da escolaridade a presença dos trabalhos de casa é importante.

trabalho de casaEm 24 professores, em média, apenas dois deles são absolutamente contra os trabalhos de casa. Uma parte dos restantes passa-os pontualmente e alguns diariamente, mesmo no fim de semana e férias. Claro, que isto é uma informação baseada na experiência de quem já lecionou em muitas escolas.

Atendendo aos horários atuais e diversificados (há alunos a sair às 16h outros às 17.30 e em escolas com ATL às 19h) torna-se por vezes difícil em termos de trabalho de casa, tomar uma decisão equilibrada.

Alguns podem fazer os TPC no ATL, quando eles estão vocacionados para tal. Os que saem às 17.30, não devem levar um trabalho extenso, sob pena de se estar a pedir um dia letivo (9h às 17.30 com hora e meia de almoço) prolongado em casa, que se pode tornar contraproducente e cansativo, perdendo o aluno o gosto pela escola.

Incutir hábitos de trabalho e autonomia no estudo, pode ser um bom motivo para promover os trabalhos de casa. Devem pois ser exequíveis, com soluções, que os alunos conhecem e não um pedido de auxílio aos pais para explicarem matérias, que os alunos e alguns pais não dominam. Nesse sentido é preciso ter sempre cuidado, para que o  trabalho de casa, não se torne motivo de desigualdades entre os alunos e não cumpra os propósitos que aponto, no início do parágrafo.

O professor deve saber se os alunos beneficiaram ou não de ajuda. No momento da correção na sala de aula deve ser feita uma avaliação, sem a qual o trabalho de casa pode tornar-se um instrumento pedagógico duvidoso.

A caracterização da turma também é importante para definir uma estratégia de trabalhos de casa. Numa turma homogénea torna-se fácil generalizar a toda a turma o mesmo trabalho de casa, já numa turma heterogénea é preciso diversificar o trabalho de casa, tornando a sua correção muito mais demorada e levando o professor mais trabalho para casa, quer para corrigir, quer para reformular os trabalhos seguintes.

Em resumo, não há receitas fáceis para matéria tão delicada e tudo passa pela dinâmica da turma, do tipo de trabalho que o professor imprime às suas atividade (os adeptos da escola ”moderna” trabalham de forma diferente dos que defendem os valores da escola mais clássica) e sobretudo do bom senso e empatia do professor com os alunos e Encarregados de Educação.

Duilio Coelho

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here