Home Escola O ensino especial e os seus apoios.

O ensino especial e os seus apoios.

98
1

crianc3a7as-pintandoSe há grupo que tem aumentado de forma significativa o número de professores, é o grupo do ensino especial. É o resultado natural de uma abordagem diferente no que diz respeito a alunos que no passado eram diagnosticados como “burros”, quando na realidade padeciam de problemas reais que dificultavam a sua aprendizagem. Felizmente os últimos anos trouxeram uma clara evolução social e educativa nesta matéria.

Só que incluir com qualidade, implica meios físicos e humanos proporcionais ao número de alunos que apresentam necessidades educativas. Apesar do esforço feito, a notícia em baixo mostra que ainda estamos longe de estar ao nível exigido.

Mas também é verdade que o aparecimento do ensino especial nas escolas ditas “normais”, trouxe uma avalanche burocrática que sobrecarregou os seus professores – que o digam os diretores de turma. Além disso, é por vezes notória a proteção que é dada a estes alunos, confundindo-se lacunas com características. Não é a primeira vez, nem será a última, que a palavra “facilitismo” é dita em surdina nos corredores, numa clara alusão ao ensino especial.

O trabalho que é feito pelos colegas do ensino especial é de enorme valor e é preciso fazer tudo para evitar esta associação. Pais, professores e alunos têm que compreender que o ensino especial não é sinónimo de progressão automática. “Síndromes” como comportamentos desviantes ou mesmo preguiça escolar, não podem ser confundidos como necessidades educativas.

Fica a notícia do JN

Alunos com meia hora_nee

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here