Home Rubricas Nova Rubrica – É Só Uma Ideia | O que é ser...

Nova Rubrica – É Só Uma Ideia | O que é ser Professor. (Sofia Homem Cristo, Diretora do Colégio da Beloura)

258
0

Apesar das tensões que existem entre o ensino público e o ensino privado, o ensino privado faz parte do processo educativo e muitos são aqueles que lhe dão expressão. Também eles merecem ter voz, também eles merecem opinar sobre o seu ensino e educação em geral.

Por esse motivo enderecei o convite à Diretora do Colégio da Beloura, Sofia Homem Cristo para ser essa voz. A Sofia teve a amabilidade de aceitar e a partir de hoje pertence à família ComRegras.colégio da beloura

Fica o seu primeiro artigo da rubrica “É Só Uma Ideia”. Sê bem-vinda Sofia 😉

O que é ser professor

Inauguro esta rubrica sobre educação a dirigir-me aos professores.

Começo por dizer que tenho um profundo respeito por si. Não foi uma escolha fácil, esta de ser professor. Se a fez, é porque gosta mesmo disto! Enfrentar os desafios e as responsabilidades deste sonho agora tornado realidade não é para todos! Agora que chegouaté aqui, vamos embora. Aperte os cintos, porque isto vai abanar!

ponto interrogaçãoNão lhe vou falar de teóricos ou teorias. Falo do que não vem escrito nos manuais. Vou falar de vida real. Quando enfrenta a sala de aula, não terá Piaget nem Vigotsky ao seu lado. Vai levar os seus planos de aula, as suas expectativas, dúvidas e medos. No início da carreira as dúvidas são imensas! “Devo ser simpático ou altivo?” “Devo mostrar-me próximo ou distante e autoritário?” Se me permite, nem uma coisa nem outra. Não é amigo – os amigos são íntimos, próximos, confidentes, iguais, tudo o que os alunos não são – nem adversário – nada vos opõe! Mantenha a distância de um salva-vidas: está ali para os ajudar, mas se se envolve demasiado, ambos se afogam. Se mantiver demasiada distância, não cumpre a sua missão.

Comece por olhar nos olhos dos alunos. Eles dizem tudo o que precisa de saber. “Não estamos a entender”, “Está a ir rápido demais”, “Estou a adorar”, “Não tenho interesse”. Está tudo lá. A ansiedade vai levá-lo a falar mais e fazer mais. Tente resistir. O caminho é ouvir mais e ver mais. Não me entenda mal, não deve oscilar tudo em função do agrado ou desagrado do aluno. Compreender o olhar é o seu ponto de partida, não o ponto de chegada. Educar é, com frequência, contrariar a vontade imediata. Mas o olhar vai dar a medida do tempo de exposição, do tom de voz, da cadência das palavras. É um bom recurso de informação, até que o olhar se transforme em curiosidade e sede de saber.

Depois perceba o privilégio que é dar aulas. Todos os dias encare de frente estes jovens, e perceba as elevadas expectativa e a esperança que depositam em si, a energia que ilumina a sala. Algures nesta sala pode estar a pessoa que descobre a cura para o cancro, a solução para a paz no mundo. Pode estar o próximo compositor de uma sinfonia que inspira a humanidade. Pode estar o futuro líder do seu País, o médico que vai salvar o seu filho, a enfermeira que cuida dos seus pais, o atleta olímpico que honra a sua Pátria.

Nunca saberá quem serão. Sabe apenas que faz deste processo longo e contribuiu para o seu sucesso porque nutriu o que de melhor ele tenha para dar, alimentou o seu talento, para que um dia possam disso tirar um benefício, mas também trazer um benefício para os outros.

Haverá profissão com maior responsabilidades e oportunidades? Penso que não.

Ninguém disse que esta profissão era fácil. Mas as coisas com valor nunca são fáceis.

 

Sofia Homem Cristo

Diretora do Colégio da Beloura

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here