Home Concursos Norma Travão + Renovações = ?????

Norma Travão + Renovações = ?????

1620
0

Falemos de cada mecanismo separadamente:

Renovações:

Se houver vontade das partes (escola e professor) e o horário for completo e anual, pode renovar. Em teoria, o mecanismo promove a estabilidade pedagógica e até familiar, mas… há muitos MAS:

  • E aqueles professores que vêm o seu horário desaparecer (e acontece muitas vezes) e por isso perdem o direito à renovação enquanto outros, muitas vezes pior graduados, continuam a conseguir renovar?
  • E aqueles professores que não têm vocação para “lambebotismo” e por isso não são bem vistos perante a direção?
  • E aqueles professores que conseguem dar tantas piruetas (e protagonismo à escola), que mesmo sem horas suficientes, o diretor arranja maneira de inventar 1 ou 2 cargos para renovar?
  • E os amigos, que mesmo sem piruetas também o conseguem? E os amigos dos amigos? E a política? O amor? (também já vi disto) – tudo pode ser desculpa para se conseguir fazer a renovação de uns em detrimento de outros…

Claro que isto tudo faz com que a única coisa mais ou menos estável na vida de um professor contratado, que é a graduação profissional, deixe de ser importante!

E para mim o pior: se conseguir 2 renovações entra no quadro! Sim, um colega pode ter milhares de dias de tempo de serviço a menos e entrar nos quadros, porque a lotaria assim o dita!

Claro que a entrada no quadro se faz ao abrigo da chamada Norma-Travão… mais uma vez, em teoria é melhor do que nada: mais vale vincularem poucos do que nenhuns, dirão alguns!

Sobre isso, eu digo: “mais valia que não vinculasse NINGUÉM através deste mecanismo!” São demasiadas as variáveis e poucas, muito poucas, relacionadas com o mérito!

Criou-se um MONSTRO (e aperfeiçoou-se à custa dos sindicatos) que provoca danos que nunca mais serão reparados:

  • Um jovem professor concorre para todo o lado… não há as condicionantes familiares, por isso a probabilidade de conseguir vincular é maior ;
  • Muitos dos professores que agora se encontram na faixa dos 40 anos, também já concorreram para todo o lado, mas querer acompanhar a família e limitar a área de concurso pode significar NUNCA mais entrar nos quadros.

Em suma, cada um destes mecanismos isoladamente é injusto, mas juntar os dois é alimentar uma matrioska de injustiças que nunca mais será resolvida!

E só começaremos a ter a real noção do problema a partir do próximo Concurso Interno…

Fonte: Escolarizar

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here