Home Rubricas Monodocência, De Novo

Monodocência, De Novo

4430
11

Sempre se considerou que as crianças, até aos 9/10 anos, se desenvolviam de forma mais harmoniosa se tivessem no educador/professor uma figura única, de referência, com a qual pudessem estabelecer laços afetivos, os quais lhes conferiam estabilidade e segurança, sendo ideal que mantivessem o mesmo professor, do 1.º ao 4.º ano.

Friso não estar a dar opiniões pessoais, nem pretender emiti-las. Hoje, mais do que em qualquer outra época, o desnorte leva a contestações impensadas, infundadas, e, poupem-me a discussões estéreis.

Fruto dessa teoria do desenvolvimento infantil, muito se refletiu a nível de divisão dos ciclos e anos curriculares, tendo havido quem defendesse um primeiro ciclo com 6 anos, como o Senhor Ministro Roberto Carneiro, ou quem achasse que ao Ensino Básico, de 4 anos, se deveria seguir o Secundário de 6 anos, como o Senhor Ministro Júlio Pedrosa. De qualquer forma, a monodocência ou a monodocência coadjuvada, que é usada atualmente, nunca esteve em causa. Muitas foram as reflexões, considerações de benefícios e riscos. Por exemplo, aquela cujo link coloco abaixo, em que Maria do Céu Roldão, Fátima Costa, Paulo Abrantes e outros pensam o assunto.

http://biblioteca.esec.pt/cdi/ebooks/docs/Gestao_curr_%201ciclo.pdf

Certo é que os professores do 1.º ciclo assim trabalham até hoje (1500 minutos semanais de componente letiva), com a responsabilidade de se manterem atualizados em todos os domínios do saber- a Língua Materna, a Matemática e as Ciências, a Educação Física e a Música, o Teatro e as Artes Gráficas.

Quem quer ser um BOM professor, tem que fazer FORMAÇÃO, estar a par de qualquer inovação!! Tem que conhecer os Grupos Musicais que as crianças ouvem atualmente… Vai cantar as “Pombinhas da Catrina” com eles?? Leva um coro de assobios! (exemplo jocoso) Técnicas de desenho e pintura, trabalhos manuais… O PROFESSOR do 1.º CICLO TEM QUE DOMINAR e ATUALIZAR TODAS AS MATÉRIAS!! Assim é o EDUCADOR de INFÂNCIA.

Para além de tudo o que já foi referido, muitos professores no 1.º ciclo, estão entre os que se encontram em situação de risco a nível de saúde, com 40 anos de serviço e mais de 60 anos de idade. Que estão esses docentes a fazer nas escolas, quando há tanta necessidade de jovens para lidar com as tecnologias e para levar frescura ao ensino??

Os argumentos de que nos outros níveis de ensino básico e no ensino secundário, nos quais os docentes apenas lecionam 1100 minutos por semana, logo, menos 400 minutos, e têm redução de horário letivo, por idade e tempo de serviço, a partir dos 50 anos, de que o seu trabalho é mais exigente intelectualmente, de que tiveram maior formação, de que realizam mais tarefas….são todos eles fruto de desconhecimento do trabalho no 1.º ciclo e de um preconceito vindo da suposição de que o professor primário(primeiro) é um ser inferior, que não tem um Curso completo, esquecendo os colegas que cada um de nós possui  a formação de base exigida por Lei, uma direcionada ao Ensino, outra, a ele adaptada.

Conclusão: as especificidades existem em cada nível do Ensino; todos os docentes têm um horário geral de 35 horas semanais e todos exercem uma maior carga horária, porque necessária a realizar o seu trabalho; nada justifica que esteja legislada uma componente letiva superior para a monodocência e que se tenha abolido o Regime Especial de Aposentação.

COMO O ESTADO ATUAL DOS HORÁRIOS DOS PROFESSORES MONODOCENTES LEVA A UMA SOBRECARGA DE ANOS DE TRABALHO, É URGENTE QUE HAJA UMA COMPENSAÇÃO NA ANTECIPAÇÃO DE APOSENTAÇÃO DOS MESMOS.

Fátima Ventura

11 COMMENTS

  1. Inacreditável!
    Mas não querem uma carreira como em todos os outros paises do mundo, pois não?
    Sol na eira e chuva no nabal, assim é que é bom!

  2. Estive a pensar e…
    No 1.º Ciclo, um professor tem, no máximo, 30 alunos!
    Nos outros ciclos, há quem tenha 90, 120, 150, 180…
    No 1.º Ciclo, trabalha-se, e muito!
    Nos outros ciclos, trabalha-se, e muito! Até há quem esteja a lecionar múltiplos anos de escolaridade (ex.: 9.º, 11.º e 12.º)! Já imaginaram a quantidade de variantes que existem com tantos anos de escolaridade, hora após hora?!
    Já agora: quem exerce, por norma, os cargos e funções mais complexos e de maior responsabilidade nas Escolas?! Estou a pensar, por exemplo, na coordenação de exames, coordenação da avaliação interna, etc.
    Uma observação: as horas de redução ao abrigo do 79.º são agora integralmente cumpridas na Escola, normalmente a dar apoio aos alunos!
    Mas são capazes de ter razão!
    Talvez a a monodocência consiga a reforma aos 52 anos!
    Os outros vão aguentando! Só dão 1440 minutos por semana! Mandriões!

    • No meu Agrupamento existe quem lecione a mais de 500 alunos. Literalmente e sem exageros. Talvez seja de perguntar à autora do artigo que bonificação na aposentação merece quem trabalha com esse número de alunos.

      • Certamente, caro colega Paulo, deverá perguntar ao diretor do seu Agrupamento, em que lei se baseou para atribuir 20 turmas a um docente. Sim. Se, em média considerarmos que cada turma terá 25 alunos… Não sou eu que certamente lhe poderei responder com bonificações a uma distribuição de serviço aberrante e baseada em Critérios que certamente nem terão sido definidos pelo Conselho Pedagógico, nem aprovados pelo Conselho Geral.
        Isso nada tem a ver com determinações legais, como no caso referido no texto.

  3. Força Educadoras e 1 Ciclo! Não conhecem o vosso trabalho! Nem a exaustão psicológica que as crianças provocam.
    Só unidos, todos os ciclos, seremos mais fortes. Lutemos não só por nós, mas principalmente pelos nossos alunos.

  4. Divisões e tentativas de comparar o incomparável não faz sentido. Somos professores, sejamos exemplo de sabedoria e união!

    • Não deve haver divisões.
      Cada ciclo tem as suas especificidades, por isso todos os ciclos devem ser IGUAIS nos direitos de aposentação.

  5. Todos os cargos de grande responsabilidade, de Coordenacao e de Direção podem ser exercidos por professores do 1. Ciclo. E deveriam sê-lo, em muitos Agrupamentos.
    Há, no entanto, a ilusão da superioridade intelectual, o preconceito que leva a chamar aos colegas ” primários” com intuitos depreciativos, que mancha a “saúde laboral” de tantas escolas…
    Será melhor parar por aqui o comentário. Muito há a dizer e o foco deve ser o futuro.

  6. É verdade!
    Os cargos de grande responsabilidade podem ser exercidos por professores do 1.º Ciclo. Aliás, reconheço-lhes toda a competência para o efeito. Mas veja-se o que acontece a nível nacional, mesmo em escolas dirigidas por professores do 1.º Ciclo, como é o caso da minha: em todos estes anos de mandato, nunca foi designado um professor do 1.º Ciclo para coordenar a dinâmica dos exames, muito menos para coordenar a equipa de avaliação interna. Resultado: é trabalho que sobra para outros!
    Mas tudo bem!
    Só estou a referir estes aspetos, porque me pareceu que o autor do artigo apresenta a necessidade de alterar o sistema por entender que os outros estão numa situação privilegiada! Com isso não concordo! Parece-me que todos os professores merecem respeito!

  7. A autora do artigo, que sou eu, sabe que atualmente ninguém está em situação privilegiada e que as condições de trabalho têm que ser idênticas a todos os níveis.
    Então, como explicar que não o sejam a nível de horário?
    Como esquecem os colegas que lecionam uma disciplina e têm 5,6…8 turmas, que o monodocente leciona 8 disciplinas e organiza uma panóplia de atividades envolvendo famílias e comunidade? São Visistas de Estudo, Feiras do Livro, Feiras Rurais, Concursos de … e de… Todo este trabalho é responsabilidade dos Diretores de Turma ou Professores Titulares ou Educadores de Infância.

    QUAL A JUSTIFICAÇÃO PARA A COMP. LETIVA SER DE 1500 min/semana e de 1100 min/semana nos outros níveis???
    COMO QUEREM OS SENHORES PROFESSORES todas AS CONDIÇÕES IGUAIS, mas o horário diferente???

    • Diz a autora do artigo que “atualmente ninguém está em situação privilegiada e que as condições de trabalho têm que ser idênticas a todos os níveis.”
      O que parece é que alguns estão em situação privilegiada, olhando para a questão “QUAL A JUSTIFICAÇÃO PARA A COMP. LETIVA SER DE 1500 min/semana e de 1100 min/semana nos outros níveis???”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here