Home Rubricas Momentos de trabalho de casa mais tranquilos

Momentos de trabalho de casa mais tranquilos

239
1

Ter que fazer trabalhos de casa é uma realidade para a maioria dos alunos. E é também uma realidade que, para muitas famílias, as alturas em que as crianças têm que realizar trabalhos de casa, são verdadeiros momentos de conflito, irritação, ansiedade…

Deixamos por isso algumas orientações, que poderão tornar estes momentos um pouco mais tranquilos.

  1. Escolha, em conjunto com o seu filho, um espaço para a realização dos trabalhos de casa. É importante que seja um espaço tranquilo, com poucos distratores e com uma secretária que tenha apenas o que ele necessita para a realização dos trabalhos.
  2. Crie o ambiente adequado. Minimize o ruído, caso isso o distraia, mas lembre-se que há crianças que trabalham melhor se tiverem uma música calma de fundo, por exemplo. Assegure-se de que a luz é adequada para trabalhar. E avise os irmãos de que, durante um determinado tempo, não poderão interromper o irmão (poderão fazer todos os trabalhos de casa na mesma altura, ou optar por todos realizarem uma tarefa que seja “mais de secretária”, como pintar ou desenhar).
  3. Estabeleça uma rotina para a realização dos trabalhos de casa. Não exerça demasiada pressão com os tempos, mas também não permita que a realização dos trabalhos de casa dure “eternamente”, pois tal leva ao desânimo e ao cansaço, e dessa forma ninguém consegue trabalhar e aprender. Com um filho mais velho pode combinar previamente quanto tempo ele considera que necessita para fazer os trabalhos (os mais novos podem ainda não ter muito a noção do tempo necessário).
  4. Organize o tempo. Procure organizar o tempo de forma a que a criança possa brincar um pouco quando chega a casa e procure que ela faça os trabalhos de casa antes de jantar (para que depois do jantar possam estar juntos em família, nem que seja 10 minutos). Se na vossa rotina for difícil incluir todos estes momentos, articule com os professores do seu filho e ponderem alternativas em conjunto.
  5. Tenha atenção às críticas. Elogie os esforços do seu filho, pois se estiver repetidamente a criticar e a corrigir os seus trabalhos, ele irá desanimar e desinteressar-se (imagine como se sentiria se sempre que realizasse um trabalho alguém o criticasse e corrigisse continuamente…).
  6. Proporcione momentos lúdicos que facilitem a aprendizagem. Se a criança está a aprender as frações, porque não usar um chocolate para ela entender melhor? Se tem um texto para ler, porque não fazer diferentes vozes para as personagens?
  7. Não caia na tentação de fazer os trabalhos de casa pelo seu filho. O seu papel deve ser apenas de facilitador e de auxiliar. Quando o seu filho é mais pequeno, é natural que precise mais da sua orientação para a realização (orientação, não realização por ele), mas à medida que vai ficando mais velho, estimule a autonomia e a responsabilidade. Ao longo dos anos “vá-se afastando do local dos trabalhos de casa”, e ajude apenas quando solicitado.
  8. Responda às dúvidas do seu filho com perguntas. Principalmente com os filhos mais velhos, responda às dúvidas do seu filho com perguntas como “O que é que tu achas?”, “Qual a resposta que te faz mais sentido?”. Em último caso, remeta as dúvidas para a sala de aula.
  9. Divida os trabalhos. Se a criança tem muitos trabalhos para fazer, divida-os por partes. Ao terminar cada parte incentive e elogie. Se for necessário, permita que a criança faça pequenas pausas.
  10. Não caia no erro do “trabalho de casa perfeito e imaculado”. Lembre-se que o erro faz parte da aprendizagem e que também é importante que o professor do seu filho tenha noção das dificuldades que ele tem para o poder ajudar.

 

Finalmente, lembre-se que a sua atitude perante os trabalhos de casa transparece para o seu filho, por isso analise o tipo de expressões que usa para com o seu filho quando se refere a este tema, e tente passar uma imagem positiva e equilibrada.

 

Cátia Teixeira

Psicóloga Clínica

Oficina de Psicologia

1 COMMENT

  1. Concordo em absoluto com o que a psicóloga clínica nos sugere.Aos senhores professores(para além dos pais)também se pede bom senso.Sempre fui adepta de trabalhos para casa,mas com moderação e não com obrigatoriedade de serem sugeridos em todas as aulas.Basta a maior parte das vezes,uma sugestão que os faça pegar no livro ou no caderno diário. São irritantes as fichas de trabalho,que tantas vezes os leva a copiar por um colega,num intervalo.A serem corrigidos gastam a aula,se forem como fichas que tenho visto.A não serem corrigidos sedimentam asneiras.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here