Home Escola Miguel Sousa Tavares: “A maior parte dos pais está-se nas tintas para...

Miguel Sousa Tavares: “A maior parte dos pais está-se nas tintas para o que se passa nas escolas”

851
1

A polémica à volta da disciplina de Educação para a Cidadania e Desenvolvimento foi um dos temas em análise no Jornal das 8 desta segunda-feira, com Pedro Pinto e Miguel Sousa Tavares a questionarem o antigo ministro da Educação David Justino, que é um dos subscritores do manifesto contra a obrigatoriedade destas aulas.

Esta polémica, recorde-se, teve origem no caso de dois irmãos de Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga, que faltaram a todas as aulas desta disciplina por opção dos pais, que argumentam que os tópicos abordados são da responsabilidade educativa das famílias.

Nesta disciplina, criada em 2018/19, e obrigatória nos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, são dados temas como a educação para a saúde e a sexualidade, o voluntariado, a igualdade de género ou a segurança rodoviária.

Miguel Sousa Tavares considerou a este respeito que “a maior parte dos pais está-se nas tintas para o que se passa nas escolas”, seja por desinteresse ou falta de tempo.

Se não for a escola a ensinar as coisas básicas aos alunos, como não cuspir para o chão, que não se pode abusar sexualmente da colega ou do colega, que o racismo é uma doença que tem de ser tratada, (…) eles estão nas mãos dos piratas das redes sociais, que são quem os educa. Porquê ter medo disto?”, questionou.

E considerou mesmo que, hoje em dia, a educação sexual, por exemplo, “é uma coisa básica”.

Nós falamos da educação sexual como se fôssemos um país islâmico ou como se estivéssemos no século XVIII. Meu Deus, hoje em dia, isto é uma coisa básica, é como ensinar a lavar os dentes, é perfeitamente banal. Achar que isto é um atentado ao pudor…”

Ver o vídeo aqui

Fonte: TVI

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here