Home Notícias Ministério da Educação e Professores em Guerra Total

Ministério da Educação e Professores em Guerra Total

1490
7

Diz o Ministério da Educação…

Se os professores não aceitarem os 2 anos 9 meses e 18 dias a proposta é retirada

Os sindicatos respondem, acusando o Ministério da Educação de chantagem e ameaçam com uma greve total…

Mantém-se a greve já convocado às avaliações a partir de 18 de junho e juntam-se outras novas: greve aos exames nacionais, às aulas que ainda estão a decorrer até ao final do ano letivo e a tarefas burocráticas.

Longe vai o tempo do compromisso, longe vai o tempo onde se escreveu que todo o tempo de serviço seria recuperado, longe vai o tempo das negociações, onde existia abertura para recuperar todo o tempo de serviço até para lá desta legislatura.

O Ministério da Educação, entre a espada e a parede, preferiu a espada, como se a espada ajudasse o que quer que seja para salvar um final de ano que promete ser muito quente.

Não consigo compreender, como é que um patrão que no passado comprometeu-se em devolver algo que tirou aos seus funcionários, de repente muda de ideias, oferecendo menos de um terço. Meses mais tarde, face ao protesto dos seus funcionários, amua de tal forma, que ameaça os ditos de não levarem nada caso mantenham o seu descontentamento…

Talvez o descontentamento venha daqui…

Ajuda aos bancos aumentou dívida pública em 23,7 mil milhões de euros

(JN)

Ajudas a bancos somaram à dívida mais de 12% do PIB entre 2007 e 2017

(Observador)

Falta inteligência emocional para lidar com os professores, falta capacidade de comunicação para falar com os professores. Não é assim, não é tirando tudo que se resolve o que quer que seja. O mínimo que deviam fazer, era legislar esses 2 anos e qualquer coisa, mesmo que os sindicatos e os professores considerem insuficientes, mas ao menos teriam legitimidade para dizer que era uma compensação, insuficiente sim, mas a possível.

Agora nem isso, a birra é total, a corda partiu ou está prestes a partir e quem se vai lixar são os professores.

Falham os sindicatos, falha o Ministério da Educação, perdem os professores, os alunos e os pais têm motivos para estar efetivamente preocupados.

E agora? Agora resta lutar, fazer greve às reuniões de avaliação e quem ainda não assinou a ILC pense bem, é que a ILC vai “obrigar” o Parlamento a colocar preto no branco o que recomendou ao Ministério da Educação – a recuperação de todo o tempo de serviço docente congelado.

https://youtu.be/dSQ_V44kx74

O que aconteceu? Diz o ministro que “as organizações sindicais não demonstraram qualquer tipo de flexibilidade” e que, face a isto, e passado “todo este tempo”, o Governo entende “não existirem quaisquer condições” para se avançar neste processo.

“Estou desapontado por não ter sido possível uma aproximação”, confessou ainda o ministro.

Professores: Governo ameaça não contar nenhum do tempo de serviço que esteve congelado

Ministro confirma “apagão” total do tempo de serviço dos professores

(Público)

7 COMMENTS

  1. Parece o Bruno de Carvalho v2 (perdoem-me os sportings)!…
    O que vale é que este não tem claques, acho eu.

  2. Nada me surpreende! Esperava-se … o que ainda me surpreende e me deixa triste é a posição de colegas perante esta luta: greve? eu não faço!/ coitados dos alunos…/ não posso perder esse dinheiro…/sou contratado, não tenho nada para recuperar…/ estou no fim da carreira, não me faz diferença…
    Estes são alguns dos comentários que já ouvi… é realmente duro perceber que nunca vamos conseguir ser uma classe unida, a lutar em prol de um objetivo comum. É suposto sermos pessoas informadas, com formação acima da média, assertivas e de com inteligência emocional. Mas só olhamos para o nosso próprio umbigo

  3. é matar os professores todos e já, para quê esperar que eles cheguem aos 70 anos ainda a lecionar?!?! Acabe-se com eles, mandem-se vir charters da China com executores da pena capital e mate-se esta escumalha de professores que só faz mal ao país, impedem os governos de dar mais aos bancos e impedem os esquemas de continuarem a contribuir para o desenvolvimento e a prosperidade financeira de uns pouquinhos! A sério, não sei porque esperam para implementar uma solução final, bem ao jeito dos velhos tempos da Alemanha, que tantas saudades deixaram, não é?!?! #Sarcasmo (PS: sou prof na EBECL, sei do que falo 😉 )

  4. INCAPAZ DE NEGOCIAR… A CONTAGEM INTEGRAL DO TEMPO DE SERVIÇO, OU SEJA, COMO ACEITAR E EXECUTAR O 942!
    MINISTRO PARA A RUA, NEGOCIAR COM QUEM NÃO AMUA!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here