Home Escola Até a Câmara de Sintra se pronuncia sobre o caso (disciplinar) da...

Até a Câmara de Sintra se pronuncia sobre o caso (disciplinar) da sandes?

1092
1

O surrealismo do caso do aluno suspenso devido à partilha de uma sandes, não pára de me surpreender, agora é o vice-presidente da Câmara Municipal de Sintra que vem explicar a situação. Mas que raio! Desde quando é que uma Câmara Municipal se mete em questões disciplinares de âmbito escolar? A municipalização, que eu saiba, não deu esse pelouro, ou estamos perante um caso onde são chamados os amigos para defender outros amigos?

Caros diretores, das duas uma, ou esta diretora agiu bem e todos os alunos que andam a partilhar sandes (que por acaso também as comem sem máscara), garrafas de água e material escolar, devem ser suspensos, ou então algo de muito errado se passa naquela escola e pelos vistos, na Câmara Municipal de Sintra…

Ai mãe… Este bicho é mais perigoso do que aquilo que eu pensava…

Podem ouvir as declarações aqui

1 COMMENT

  1. Houve excesso de autoridade e de pânico sobre algo que não devia ter acontecido. Os alunos o que estavam afazer dentro, dos portões, podiam também fazer fora dos portões da escola. Ninguém come ou bebe com máscara. Será que a escola limpa um sanitário cada vez que um aluno o usa ? Não por certo! Estes são alguns de entre outros factos que podem levar á contaminação. Será que desinfeta um puxador de porta cada vez que ele é utilizado ? Não por certo! A Direção da escola substitui a pedagogia pelo pânico esquecendo que, para as crianças, adaptar-se ao cenário de isolamento e distanciamento social exigido pela pandemia do novo Coronavírus pode ser difícil e ter complicações psicológicas graves. Mais ainda quando sabia que aquele aluno tinha sido separado do seu grupo de amigos. A direção agiu muito mal de forma prepotente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here