Home Vários Manual de como lidar com a contestação.

Manual de como lidar com a contestação.

395
0

Quando o poder ou seus boys está perante críticas ou propostas de alteração do «status quo» de que não gosta, em alguns blogs sobre educação, usa formas de contra informação para as rebater, como comentários anónimos, tipo “não percebes nada disto”, como forma de desvalorizar a opinião formulada pelo respetivo autor. Contudo, este tipo de comentários evitam um debate frontal e aberto, ficando-se pela crítica sem justificação. Sempre que comento a ADD, particularmente chamando a atenção para a circunstância de não haver colaboradores da direção sem muito bons ou excelentes, lá aparece este tipo de comentário.

Outra forma de responder aos blogs é sob a forma das chamadas «araras», comentários que dão razão ao autor, mas que desvalorizam a ideia ou crítica, por ser inoportuna, tipo não fazer sentido durante a pandemia haver questionamentos, quaisquer que sejam, no sentido de em tempo de crise é preciso cerrar fileiras e apoiar o governo. O problema desta forma de desvalorizar a opinião é que no limite criticar o governo e seus boys é sempre inoportuno! Que saiba o estado de emergência não limita os direitos de opinar e mesmo sindicais. Constato também que a pandemia não suspendeu as transferências de milhões para o Novo Banco …

Por fim temos uma última reação do poder, a de ignorar ou fugir às questões, como está a acontecer com os equipamentos para os professores, em que vemos sistematicamente a questão a não ser respondida pelos governantes. Esta tática é usada quando se sabe que se está a contornar a lei, neste caso do teletrabalho e a obrigação da entidade empregadora fornecer os instrumentos de trabalho.

Outra forma de lidar com a contestação, esta mais despudorada, apareceu com a petição da redução de alunos por turma, em que o representante dos pais, na audição, esteve contra, ignorando todas as evidências científicas, a aplicação com resultados em determinados países, tornando claro que foi uma atitude de subserviência política, mesmo contra os interesses dos representados.

Concluindo, ou dizendo que uma certa opinião demonstra ignorância, sem a contestar nos seus fundamentos, ou aceitando o argumento mas preferindo esperar por melhores dias, ou seja adiando o debate, ou ignorando o assunto porque se sabe que não se cumpre regulamentos, ou mesmo indo contra os interesses representados, são as formas habituais do poder e seus boys de responder à contestação.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here